Geral

Aconteceu na tarde desta segunda-feira, 17 a inauguração da sede da coordenação de pré-campanha da coligação de apoio á candidatura do ex-governador Siqueira Campos (PSDB).

Na ocasião estiveram presentes lideranças e presidentes dos partidos que fazem parte dessa aliança. Durante o evento, assumiram parte da coligação, mais cinco partidos, através de acordos com os respectivos presidentes e seus diretórios.

Compondo palanque ao lado do ex-senador Eduardo Siqueira Campos, coordenador da campanha e que na ocasião estava representando seu pai, estavam deputados estaduais, federais, os presidentes dos partidos coligados, além dos senadores João Ribeiro (PR) e Kátia Abreu (DEM) e o presidente nacional do PTN, deputado federal José de Abreu.

São partidos considerados de pequeno porte, mas que, de acordo com os líderes ali presentes, vêm a engrossar o caldo da candidatura de Siqueira. Na solenidade, foram englobados os partidos: PRB, PTN, PMN, PCdoB e PTC. Estes partidos, se juntam a partidos de maior representatividade como PSDB, DEM, PR e PP. Ao todo a coligação de Siqueira possui 12 legendas.

Durante os discursos dos presidentes destes partidos, não foram poupadas críticas ao governo de Carlos Gaguim (PMDB). O presidente do PTN, Tasso Antônio afirmou que o governo “só funciona quando está na mídia”. Outro presidente a disparar contra a atual gestão estadual foi João Ribeiro Junior presidente regional do PRTB e filho do senador João Ribeiro (PR). Segundo JR, “mentir se tornou uma marca do governo Gaguim”.

Para selar a união entre os novos aliados, foram lançadas placas com as logomarcas dos partidos ao lado dos já coligados, além de fotos dos presidentes que ilustram a parede da coordenação geral da campanha de Siqueira ao governo.