Polí­tica

Clima tenso na sessão ordinária da manhã desta terça-feira, 18, na Assembleia Legislativa. Ao rebaterem as críticas feitas pelo senador João Ribeiro durante a inauguração da coordenação de campanha de Siqueira Campos (PSDB) na tarde da última segunda-feira, os deputados da base aliada do governador Carlos Gaguim (PMDB) provocaram uma forte reação da bancada de oposição da Casa de Leis.

A deputada Luana Ribeiro (PR), em tom contundente, rebateu as críticas da líder do governo na AL, deputada Josi Nunes (PMDB). De acordo com a republicana, “interesse pessoal é quem faz acordos envolvendo secretarias e cargos”. Luana teceu fortes críticas ao modo de agir de Gaguim, afirmando que este seria “fazer política à toque de caixa” para aprovação de projetos.

O ponto mais contundente na fala da deputada foi quando Luana se dirigiu diretamente aos deputados do PMDB presentes no plenário e afirmou que o partido de Gaguim teria traído o senador João Ribeiro, no que diz respeito à apoio a sua candidatura ao governo do Estado. “Vocês do PMDB não foram homens. Foram frouxos!”, exclamou, ao relembrar o desacordo entre seu pai e a cúpula peemedebista.

Luana Ribeiro completou citando ainda as emendas e verbas trazidas por João Ribeiro para o Tocantins. Sem medo de parecer exagerada, a parlamentar afirmou que “quem sustenta os cofres público do Estado é o senador João Ribeiro”.

Marcelo Lelis

O deputado do PV, Marcelo Lelis fez coro com a deputada Luana Ribeiro ao afirmar que quem moudou a palavra assumida foi o próprio governador Gaguim ao tentar concorrer novamente ao Palácio Araguaia. “Ele disse que seria um governo tampão e descumpriu a sua palavra”, completou.

Marcelo Lelis afirmou ainda que assim que o governador anunciou que iria para a campanha à reeleição, retirou seu apoio a Gaguim e entregou a Secretaria de Recursos Hídricos e Meio Ambiente que era ocupada pelo seu irmão Fábio Lelis.