Geral

Foto: Divulgação Vicentinho ocupará segunda vaga ao Senado Vicentinho ocupará segunda vaga ao Senado

Depois das especulações em torno da indicação para a segunda vaga ao Senado na chapa da União do Tocantins, o deputado federal do PR, Vicentinho Alves foi confirmado para a vaga. A decisão foi tomada nesta segunda, 24, após um dia de reuniões no escritório de articulação política do grupo.

Com a indicação de Vicentinho, o PR terá as duas indicações para o Senado já que o senador João Ribeiro ocupa a outra vaga. O coordenador da campanha da União do Tocantins, ex-senador Eduardo Siqueira e ainda o deputado Vicentinho voaram logo cedo para Brasília. Ao Conexão Tocantins, Eduardo afirmou que a indicação envolve muitos partidos e que ainda está sendo conversada entre os líderes no entanto ele confirmou que Vicentinho está na majoritária.

Evitando falar sobre o assunto em virtude dos contatos que ainda precisam ser feitos em Brasília, Eduardo garantiu que todos os líderes do grupo, principalmente presidentes de legendas serão comunicados.

A decisão foi tomada em consenso com os líderes do PP, presidido no Estado pelo deputado federal Lázaro Botelho. O partido pretendia indicar a ex-prefeita de Araguaina, Valderez Castelo Branco mas por questões geopolíticas resolveu ceder a vaga para Vicentinho.Outro ponto que também foi analisado foi a questão de espaço no grupo.

Vicente Alves é representante da região de Porto Nacional e de muitos municípios do centro do Estado. Concorriam ainda à vaga o deputado federal Eduardo Gomes (PSDB) e o também tucano Freire Júnior, ambos já estavam se preparando para a vaga.

Valderez pode concorrer à uma cadeira na Assembleia Legislativa e a expectativa é que tenha uma expressiva votação em Araguaina. Para Gomes, resta tentar a reeleição a federal.

Majoritária fechada

Com a indicação de Vicentinho, o grupo é o primeiro a fechar a composição da chapa majoritária tendo o ex-governador Siqueira Campos na cabeça de chapa, o deputado federal João Oliveira (DEM) como vice e Ribeiro na outra vaga ao Senado. O grupo estuda agora como será a disputa dos candidatos nas proporcionais.