Estado

Foto: Agência Senado

O senador (PMDB) destacou os esforços do governador do Tocantins, Carlos Henrique Gaguim, para melhorar a educação, elevando a R$ 2.600 o piso salarial dos professores do estado. Ele lamentou a existência de disparidade em relação aos professores municipais, que ganham piso de R$ 900.

Ex-secretário de Educação no Tocantins, Quintanilha observou que o salário não é o único fator para melhorar a qualidade do ensino, mas afirmou que, "sem dignificar o principal agente da educação, sem reconhecer seu mérito, não podemos avançar nessa direção".

Mas agora, segundo ele, vem a principal preocupação: o que os prefeitos vão fazer para aumentar os salários dos professores, diante da crise que afeta a maioria dos municípios? Um dos desafios para o país, na avaliação do senador, é acabar com a distinção de professores das redes municipal e estadual.

"São todos professores, imbuídos da mesma responsabilidade, que têm o mesmo compromisso, que precisam ter a mesma capacitação e o mesmo reconhecimento", disse.

O senador também defendeu a modernização das escolas, que, conforme disse, encontram-se "na era jurássica". Ele afirmou que as escolas precisam estar aparelhadas para acompanhar a velocidade com que se processa o conhecimento.

Da redação com informações da Agência Senado

Por: Redação

Tags: Educação, Estado, Leomar Quintanilha