Geral

De acordo com dados do SUS - Sistema Único de Saúde -, o Tocantins é o 5º Estado no ranking nacional em mortes violentas de pessoas idosas. Com o objetivo de alertar a população para a importância de denunciar os casos de agressão, a Sesau realizou nesta terça-feira, 15, uma caminhada em alusão ao Dia Mundial de Combate a Violência contra o Idoso. Participaram do evento entidades parceiras da Sesau nas ações de promoção à saúde da pessoa idosa.

A violência contra o idoso é uma preocupação que tem mobilizado países no mundo inteiro, tendo em vista o crescimento dessa população e o processo natural de fragilidade sofrido por este segmento populacional. Pesquisas do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - revelam que em 1950 existiam dois milhões de idosos no Brasil, subindo para 15 milhões no ano de 2000, um crescimento significativo em meio século. A previsão é que em 2025 esse número chegue a 32 milhões, acompanhado da expectativa de vida da população que será de 78 anos, o que corresponde a 39 anos a mais do que em 1939.

O Tocantins possui mais de 103 mil pessoas com idade acima de 60 anos e com objetivo de proporcionar uma atenção integral e integrada a essas pessoas, a Sesau durante todo o ano desenvolve ações de capacitação para profissionais e cuidadores de idosos, além de monitorar o trabalho realizado pelos 139 municípios.

Violência

A gerência de núcleo de Saúde do Idoso da Sesau considera que a violência contra a pessoa idosa tem efeito devastador, acontece como uma quebra de expectativa positiva dos idosos em relação às pessoas e instituições que os cercam. Os principais tipos de violência que acometem este segmento populacional são: violência física, abusos psicológicos, sexual, financeiro e econômico, o abandono e a negligência.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Sesau

Por: Redação

Tags: IBGE, Idoso, Saúde, Sesau