Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), afirmou durante entrevista ao Conexão Tocantins antes do início da convenção estadual do PT na tarde deste sábado, 26, que não existe possibilidade de Paulo Mourão retirar sua candidatura ao governo.

De acordo com o prefeito, o partido está preparado para a campanha eleitoral que se aproxima. “Temos um candidato com disposição. O partido está com toda a força”, destacou.

Raul Filho destacou, no entanto, que, mesmo com a indicação do nome de Pedro Dias, de Gurupi, região sul do Estado, como vice de Paulo Mourão - o último nome que faltava na majoritária petista -, o partido não está fechado para maiores alianças. O gestor de Palmas frisou a todo momento que não participou diretamente das conversações entre os aliados, mas usando a máxima eleitoral disse que “tudo é possível”.

Com a indicação de Pedro Dias para vice de Paulo Mourão a majoritária petista que deverá ser homologada fechando com os nomes de Darci Coelho e Elvio Quirino (PCdoB) para o Senado.

Pesquisa Ibope

Sobre a pesquisa eleitoral divulgada recentemente, Raul Filho afirmou que este meio reflete o momento. “O nome do Paulo (Mourão) foi lançado recentemente”, completou. Raul destacou que, até o dia da eleição, este quadro poderá mudar.

Proporcionais

O prefeito destacou que baixo número de partidos coligados ao PT (PCdoB e PRB), não deve prejudicar a sigla nas eleições proporcionais deste ano. O prefeito afirmou ainda que o PT possui fortes nomes para concorrer às vagas de deputados estadual e federal e que, cada candidato deve garantir seu eleitorado para se eleger. “Cada candidato deve ter seu próprio arsenal político”, ressaltou.

Mesmo o PT tendo tido um exemplo do poder das coligações nas últimas eleições, quando o então candidato à Assembleia Legislativa, José Santana Neto, mesmo com mais de 35 mil votos deixou de ser eleito por causa do coeficiente eleitoral, Raul minimizou o caso e afirmou enfaticamente que “as urnas é que vão decidir”.