Polí­tica

Foto: Divulgação

O governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) candidato da coligação Força do Povo pode se afastar do governo para se dedicar à campanha das eleições de outubro.

A informação é de uma fonte governista que garantiu em entrevista que há grandes possibilidades do peemedebista deixar o vice, Eduardo Machado (PDT) à frente do governo. “Ele saindo fica mais fácil para ele fazer campanha”, frisou. Essa possibilidade foi admitida também pelo secretário de Assuntos Extraordinários, Totó Cavalcante ao Conexão Tocantins. No entanto, ele frisou que o assunto ainda está sendo discutido entre os articuladores políticos do governador. A dificuldade de conciliar a agenda de governador com os compromissos de campanha seria o principal motivo.

Com apoio dos prefeitos aliados, Gaguim prepara também uma maratona de visitas e reuniões nos municípios como candidato.

Gaguim disputa contra o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) da coligação Tocantins Levado a Sério e tem como aliados na majoritária o ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) e o petista Paulo Mourão (PT) que disputam o Senado e ainda a ex-prefeita de Araguaina, Valderez Castelo Branco (PP) indicada à vice.

O afastamento de Gaguim foi cogitado ainda quando ele era pré-candidato durante evento do PDT na Assembleia Legislativa. Em seu discurso a vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin (PDT), afirmou que Machado poderia assumir o governo para que Gaguim se dedicasse à campanha.