Polí­tica

Foto: Wilson Rodrigues

Os moradores de Dianópolis lotaram o Clube da Maçonaria, na noite desta quarta-feira, 21, para ouvir Siqueira Campos, candidato a governador pela coligação Tocantins Levado a Sério. E Siqueira falou da sua capacidade para fazer um grande governo, lembrando seu passado e dizendo de seu compromisso com o futuro do Estado.

“Meus adversários me colocam muitos defeitos, mas nunca no que diz respeito à minha honra. Ninguém tem condições de dizer que não sou um homem de palavra, um homem de caráter. E sendo quem sou, me comprometo em fazer o melhor governo da história do Tocantins e ser duro com quem rouba dinheiro público. Eu volto para revigorar nosso Estado ”, enfatizou Siqueira, sob aplausos.

Antes, João Ribeiro, senador e candidato a reeleição, disse que tão importante quanto o passado de Siqueira é o seu futuro. “Siqueira deve ser eleito não pelo muito que ele fez pelos tocantinenses, mas pelo que ele pode fazer pela infra-estrutura, pelo social, pela saúde, enfim, por todas as áreas. Temos que pensar no futuro, ao mesmo tempo lembrando tudo que já foi, para ter a dimensão da capacidade de trabalho e da honestidade de Siqueira”, falou Ribeiro.

Também candidato ao Senado, Vicentinho Alves (PR) falou em resgate social do Estado. “Não dá mais pra ver estampado nas manchetes de jornais o avanço do crack e do número de famintos no Tocantins. Só Siqueira Campos pra dar um jeito nisso tudo”, disse.

A senadora Kátia Abreu (DEM) lembrou grandes projetos de Siqueira Campos, como o Manuel Alves, que está parado, segundo informou. Entre críticas ao governo, a senadora disse que o Estado precisa de Siqueira de volta no governo.

“Precisamos de Siqueira Campos uma vez, para construir este Estado, e agora precisamos dele mais uma vez, para recuperar o Tocantins”, enfatizou Kátia. “Não dá mais pra ver os números que colocam o Tocantins em evidência no país, como os que apontam que metade da população passa fome”, destacou a senadora, se referindo a pesquisa recente do IBGE que aponta 208 mil pessoas passando fome frequentemente no Tocantins e outras 480 mil passando fome ocasionalmente.

Além dos candidatos majoritários, diversos postulantes à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal apresentaram suas propostas à população de Dianópolis.

Fonte: Assessoria de Imprensa Siqueira Campos