Polí­tica

Foto: Divulgação

Este domingo, 1º de agosto, foi de homenagens a Siqueira Campos, em comemoração aos seus 82 anos de vida. Em Arraias, na região Sudeste, à noite, os fiéis lotaram a Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios, enquanto cerca de 5 mil pessoas assistiram, do lado de fora, em telões, uma missa em ação de graças. Tocantinenses de todas as cidades puderam assistir ao evento online, por meio do site de campanha do candidato a governador.

Populares e lideranças de outras cidades do Sudeste, como Porto Alegre do Tocantins e Paranã, também foram homenagear Siqueira. Ao lado do aniversariante estavam familiares, amigos, o prefeito de Arraias, Antônio Wagner; a senadora Kátia Abreu; os candidatos a vice-governador, João Oliveira, e a senador, João Ribeiro e Vicentinho Alves, entre outras lideranças.

Ao final, Siqueira se juntou às milhares de pessoas, no ponto alto das escadarias da igreja, para presenciar uma grande queima de fogos e acompanhar o “Parabéns pra você”, entoado pela multidão.

A missa foi celebrada pelo pároco Mizael, auxiliado pelos padres Jackon e Leomar, comemorativa aos 270 anos da cidade de Arraias. Siqueira Campos, que faz aniversário na mesma data, participou na condição de convidado de honra.

Também em Arraias, à tarde, os majoritários da Tocantins Levado a Sério percorreram as ruas da cidade em carreata que reuniu cerca de 200 veículos.

Palmas

Pela manhã Siqueira Campos comemorou seu aniversário em Palmas, em missa celebrada pelo monsenhor Rui Cavalcante no Mosteiro de São Bento, homenagem esta organizada pelas irmãs beneditinas.

Logo após a missa, amigos e familiares de Siqueira Campos prestaram homenagens. O administrador de empresas Erlâncio Tavares de Souza, ex-pioneiro mirim, falou da emoção em participar do aniversário do criador do programa, que, segundo ele, foi a oportunidade que teve na vida para chegar à faculdade.

Também provocando muita emoção, participou da missa um ex-aluno de Siqueira Campos, Felipe Leonel, que viajou de Araguaçu a Palmas para lhe dar os parabéns. Ele lembrou das aulas dadas por Siqueira há 59 anos, quando foi alfabetizado. “O professor José Wilson começou sua missão lá em São Francisco de Sales, Minas Gerais, onde andava 26 léguas a cavalo pra ensinar trinta crianças a ler e escrever”, disse.

Um dos filhos de Siqueira Campos, Francisco Henrique, falou em nome da família. “Meu pai é o melhor pai do mundo. Tenho orgulho de ser seu filho. Obrigada por nos ensinar o caminho certo. Obrigado por ser como o senhor é porque sei o quanto se preocupa com as pessoas e o quanto quer ajudar a todos”.

Siqueira Campos agradeceu, muito emocionado, quase sem palavras. Ele lembrou sua infância, falou da dona Regina, sua mãe, que morreu de parto aos 37 anos de idade por falta de assistência médica, e do pai, mestre Pacífico. Falou dos filhos, da esposa, agradeceu à família todo o apoio e a Deus “toda a graça que tenho recebido em minha vida.”

Ele falou das injustiças sociais que assolam o Tocantins. Pediu às pessoas que reforcem a presença de Deus em suas vidas. “Não desejo mal a ninguém, não sinto ódio de ninguém. Sei o quanto os sentimentos e desejos ruins fazem mal a nós mesmos e prefiro gritar ao pé de uma montanha o desejo de que todos sejam felizes e tenham amor em suas vidas. Assim o eco traz de volta o que queremos. Também peço que Deus perdoe a todos aqueles que desejam o mal do próximo, para que nesses homens seja acesa a luz do Divino Espírito Santo”.

Biografia

Siqueira Campos nasceu no sertão brasileiro, em Crato (CE), em família humilde. Jovem, viajou pelo Brasil por quase 10 anos, em busca de oportunidades, até chegar ao então Norte de Goiás, à cidade de Colinas, onde começou a trabalhar no ramo rural, fundou a Cooperativa Goiana de Agricultores, deflagrou o movimento separatista e foi eleito vereador e presidente da Câmara.

Se elegeu deputado federal 5 vezes, defendendo sempre a criação do Tocantins, fazendo greve de fome e apresentando a emenda à Constituição Federal que deu origem ao Estado. Com o Tocantins criado, foi eleito o primeiro governador, para mandato de dois anos. Com o lema “20 anos em 2”, construiu Palmas, instalou os poderes do Estado, iniciou as obras de infraestrutura e as ações sociais, inclusive com o programa Pioneiros Mirins.

Foi eleito governador por mais duas vezes (1995 a 1998 / 1999 a 2003), quando consolidou a infraestrutura do Estado, com rede de iluminação, universidade, hidrelétrica, aeroporto, pontes, rodovias, hospitais, escolas, entre muitas outras realizações.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Siqueira Campos