Estado

O Fórum Estadual de Lutas por Terra, Trabalho e Moradia, lança nesta quinta-feira, 12, às 19 horas, no Anfiteatro da UFT, Bloco D, em Palmas, a campanha do Plebiscito Nacional Popular pelo Limite da Propriedade da Terra.O Plebiscito tem como objetivo consultar a população brasileira sobre o tema e será realizado, nacionalmente, no período de 1º a 7 de setembro, na Semana da Pátria, junto com o Grito dos Excluídos.

A mesa de abertura do lançamento da campanha no Tocantins terá como tema A importância da reforma agrária e dos limites das propriedades. Ainda durante o evento será exibido o filme oficial da Campanha pelo Limite da Propriedade da Terra, que apresenta o Brasil como um país com uma alta concentração fundiária, sendo esta uma das grandes responsáveis pela fome, baixa oferta de empregos rurais e violência no campo.

Segundo o Censo Agropecuário do IBGE (2006), os latifúndios com mais de 1.000 ha ocupam 44,42 % das terras brasileiras, enquanto isso as propriedades com menos de 100 ha ocupam 21,43 % das terras do Brasil, sendo que essa categoria representa 85,96 % dos proprietários rurais.

O Plebiscito é articulado pelo Fórum Nacional pela Reforma Agrária e Justiça no Campo (FNRA) e no Tocantins é organizado pelo Fórum Estadual de Lutas por Terra, Trabalho e Moradia, composto pelas organizações: FETAET, MST, CPT, MAB, MEDH, Casa da Mulher 8 de Março, ABRA-TO e APA-TO. O evento na UFT conta com o apoio da coordenação do Projeto Gestão Pública e Sociedade e do Núcleo de Estudos Estratégicos em Gestão Contemporânea (NEEG).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Por: Redação

Tags: Casa da Mulher, IBGE, PT, UFT