Polí­tica

Foto: Divulgação

Presente na inauguração do comitê da Força do Povo na noite desta terça-feira, 24, na Arno 41 em Palmas, Dulce Miranda (PMDB) não comentou possível substituição ao marido e ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) que disputa o Senado pela coligação Força do Povo encabeçada pelo governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB).

“O candidato é o Marcelo”, disse Dulce ao Conexão Tocantins. O nome da peemdebista vem sido cogitado nos bastidores como Plano B caso o Tribunal Superior Eleitoral não aprove a candidatura de Marcelo.

Dulce está liderando junto com a primeira-dama, Rose Amorim, o movimento Rosas Vermelhas que está visitando órgãos públicos e alguns municípios do Estado levando o nome de Gaguim.

A peemedebista afirmou que acredita que Marcelo será um dos candidatos mais votados do Brasil. “Ele será o senador mais votado do Brasil”, afirmou.

Há uma previsão que o caso de Marcelo seja julgado nesta quarta-feira, 25, no TSE.

A vice-procuradoria já se posicionou a favor da interrupção da candidatura baseada na Lei do Ficha Limpa.

O ex-ministro do TSE, Fernando neves fará a defesa oral na corte a favor de Marcelo. Ele afirmou ao Conexão Tocantins que a expectativa é que o peemedebista tenha o aval dos ministros assim como teve no TRE.

Em sua fala no evento, Marcelo afirmou que está confiante na sua candidatura e no reconhecimento de seu trabalho no Estado.