Polí­tica

Foto: Wilson Rodrigues

Uma multidão compareceu no Setor Santa Bárbara em Palmas para prestigiar os candidatos da Tocantins Levado a Sério e ouvir suas propostas do candidato Siqueira Campos (PSDB).

As críticas ao atual governo não deixaram de ser citadas

“A educação no Tocantins tem mais de 90 milhões de reais de déficit. Infelizmente, assim como os Pioneiros Mirins sofreram com a falta de investimentos, as nossas escolas também não estão recebendo recursos – este ano, já faltou merenda para os alunos. Por isso, quem ama e quem respeita o patrimônio público, não deixa a Educação sem investimento, não deixa faltar merenda!”, pontuou Dorinha Seabra.

“Eu me lembro quando o Governo Cassado deu e depois retirou o aumento concedido aos servidores, levando muita gente a contrair dívidas, porque fez planos com o novo aumento salarial que não veio. Pior, o atual governador votou contra o aumento de 25% aos servidores e agora vem posar de amigo de funcionário público? É por isso que voto em Siqueira, como milhares de tocantinenses e tenho certeza de que ele será eleito pela quarta vez para comandar o Tocantins com firmeza, responsabilidade e compromisso.”, destacou Marcelo Lelis (PV).

“Desde o ano passado, no momento em que assumi uma vaga na Assembleia, eu tenho presenciado só corrupção por parte do Governo. Por isso, tenho certeza que só Siqueira Campos é que poderá fazer com que este Estado possa voltar a crescer!”, salientou Osires Damaso.

O candidato à reeleição ao cargo de deputado federal, Eduardo Gomes também se pronunciou. “O povo praticamente já colou um adesivo no peito e nele se lê: deixa comigo, Siqueira, porque dessa vez é conosco e nós estamos com você!”, concluiu o candidato.

“Esse Estado tinha dois bilhões de orçamento, quando Siqueira Campos deixou o Governo. Deixou dinheiro em caixa. Longos oito anos depois, o estado tem um orçamento três vezes maior e pergunto: esse povo ainda tem coragem de dizer que fez alguma coisa? O quê? O quê? Eles não fizeram coisa alguma, porque eles são ruins demais até pra trabalhar!”, criticou Lúcio Campelo, candidato a deputado estadual pelo PR.

Participando de uma reunião política de agenda interna, com a senadora Kátia Abreu, os candidatos ao Senado, Vicentinho Alves e João Ribeiro não participaram do comício.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Siqueira Campos