Polí­tica

Foto: Divulgação

O ex-senador Eduardo Siqueira Campos (PSDB) representou seu pai, o candidato a governador Siqueira Campos (PSDB), em reunião que aconteceu na noite desta segunda-feira, 6, no setor Irmã Dulce, em Palmas.

Na ocasião, ele desmentiu boatos quanto ao despejo dos moradores que não têm titulação de seus imóveis, em caso da eleição de Siqueira. Eduardo garantiu que Siqueira vai regularizar a situação dos moradores.

“Siqueira fará a regularização fundiária de todas essas áreas, inclusive do Irmã Dulce. Todas essas conversas, todas essas mentiras, essas fofocas, também aconteceram em 1992, quando eu fui candidato a prefeito de Palmas. Diziam: o filho do Siqueira veio pra derrubar os barracos. E eu derrubei barracos, mas fiz casas de tijolos no lugar deles. E mais: foram os próprios moradores que ajudaram a construir suas casas e fazer o sistema de água tratada, contratados pela prefeitura”, lembrou Eduardo.

Sobre os boatos, Eduardo demonstrou indignação. “Eles pagam duas pessoas por ônibus para andar pela cidade espalhando mentiras sobre Siqueira Campos, mas não contratam médicos e enfermeiros e nem compram equipamentos para acabar com as filas e os maus tratos nos hospitais”, criticou.

Contraponto

Explicando a diferença entre Siqueira Campos e seu adversário nestas eleições, Eduardo Siqueira lembrou os cursos de Medicina que seu pai implantou em Palmas, Araguaina e Porto Nacional e dos médicos que, segundo ele, seu pai levou aos 139 municípios do Estado.

“No governo de Siqueira Campos havia atendimento na saúde. Hoje falta amor ao próximo, falta amor ao Tocantins da parte deste governo atual. Não adianta falar que vai fazer 139 clínicas da mulher porque são coisas que não serão feitas e a mulher quer clínica pediátrica para seus filhos, quer médicos atendendo com condições de trabalho nos setores e nos municípios onde vivem”, disse.

Ele também falou dos recursos que não são aplicados, mesmo previstos no orçamento do Estado. “Existe no orçamento um fundo para combate às queimadas, para que não acontecesse o que está acontecendo. Existe um fundo para combater as drogas e esse dinheiro não foi usado para combater as drogas. Foi gasto com propagandas. E o cidadão liga a televisão e assiste o anúncio duas casas por hora, mas se decepciona porque sabe que isso não foi feito”, declarou.

Falta de obras na periferia

Lúcio Campelo (PR), vereador na Capital e candidato a deputado estadual, foi quem organizou a reunião. Ele também criticou cabos eleitorais que andam pelo setor espalhando boatos sobre Siqueira Campos. “Tem oito anos que o PMDB governa esse Estado e não tem uma obra nesse setor, assim como em muitos outros setores da Capital. E coloca seus agentes políticos, pagos com dinheiro do povo, para falar mal de Siqueira Campos, que foi o único que trabalhou por essa gente e vai trabalhar mais, trazendo muitos benefícios”, declarou Campelo.

O senador João Ribeiro (PR) foi representado na reunião por sua esposa, Cínthia Ribeiro, e o deputado federal e candidato a reeleição Eduardo Gomes foi representado por sua mãe, Gilda Gomes.

Fonte: Assessoria de Imprensa Siqueira Campos