Polí­tica

Foto: Divulgação

O candidato à reeleição, Carlos Gaguim (PMDB) lidera a corrida ao governo do Estado com 48,3% das intenções de voto, contra 42,3% de Siqueira Campos (PSDB). É o que aponta a segunda rodada da pesquisa estimulada Serpes, encomendada pelo Jornal do Tocantins. O levantamento - feito entre os dias 6 e 10 de setembro em sete regiões do Estado com 1.001 eleitores, revela ainda que 2,5% dos entrevistados pretendem votar nulo, ao passo que 7% deles ainda estão indecisos. O peemedebista está seis pontos percentuais à frente do tucano. Com intervalo de confiança de 95%, a margem de erro da consulta é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em relação à pesquisa anterior, Gaguim, candidato da coligação Força do Povo, cresceu 4,5 pontos percentuais - tinha 43,8%. Já Siqueira, da coligação Tocantins Levado a Sério, que aparecia com 44,6%, oscilou negativamente 2,3 pontos percentuais. O número de indecisos caiu 2,5 pontos, enquanto os votos nulos ficaram praticamente estáveis - eram 2,2%.

Espontânea

Na consulta espontânea - aquela em que os nomes dos candidatos não são apresentados aos entrevistados -, Carlos Gaguim também oscilou positivamente e agora aparece com 42,7%, ante os 36,4% da rodada anterior. Já Siqueira Campos, apesar de ter caído para o segundo lugar, também oscilou para cima - passando de 37,1% para 38,8%. Votariam nulo na anterior 1,5% - agora são 2,3%, ao passo que o número de indecisos caiu de 25,1% para 16,3%.

Rejeição

A segunda rodada Serpes/JTo mostra que o cenário de rejeição dos dois candidatos permaneceu praticamente inalterado. Siqueira Campos, que era rejeitado por 21% dos eleitores, agora encontra prevenção de 21,3%. Já Gaguim continua rejeitado pelos mesmos 18,3% dos entrevistados da rodada anterior. O percentual dos que não rejeitam ninguém é agora de 60,2% (na anterior eram 61%), e o dos que não souberam responder saiu de 1,8% para 1,7%.

Desempenho dos candidatos

A segunda rodada da pesquisa Serpes/JTo apurou que o governador Carlos Gaguim segue com mais respaldo entre as mulheres (50%, eram 45,5%); entre aqueles que afirmaram ter de 16 a 24 anos (54,5%, eram 48,2%); entre os com curso superior (60,6%, eram 53,5%); e na região de Guaraí (57%, eram 53%).

Gaguim segue com quadro mais desfavorável entre os eleitores com 60 anos ou mais (43,5%, eram 40,5%); entre aqueles com ensino fundamental (46%, eram 46,7%); e no Bico do Papagaio (42,7%, eram 36%).

O melhor desempenho do ex-governador Siqueira Campos continua entre os homens (46%, eram 47,2%); entre os que declararam ter o ensino fundamental (44,8%, eram 46,7%). Já nos quesitos faixa etária e região, o candidato viu sua melhor performance migrar dos com 25 a 34 anos (49,2%) para aqueles com 60 anos ou mais (48,1%) e de Dianópolis (52,2%) para o Bico do Papagaio (49,3%).

Já o pior desempenho de Siqueira continua entre aqueles com 45 a 59 anos (38,4%, eram 39,5%); entre os com curso superior (28,2%, eram 35,2%); e em Guaraí (36%, eram 37%).

Em relação à consulta anterior, o maior percentual de indecisos segue entre as mulheres (8,6%, eram 11,2%); entre aqueles com 45 a 59 anos (12,1%, eram 14,2); e migrou dos com curso superior (9,9%) para os com ensino fundamental (7,3%); e da região do Bico do Papagaio (13,3%) para Porto Nacional/Jalapão (10%).

Rejeição por segmento e região
Gaguim segue mais rejeitado entre os homens (20,5%, eram 23,3%); entre os com 25 a 34 anos (19,6%, eram 23,5%); entre os eleitores da região da Capital (27,3%, eram 29,3%); e é agora mais rejeitado por quem tem ensino médio (20,3%) - antes era pelos com curso superior (21,1%).

Siqueira continua mais rejeitado entre os que têm curso superior (35,2%, eram 38%). E viu sua rejeição migrar das mulheres (21,2%) para os homens (22,1%); daqueles com 35 a 44 anos (24,5%) para os que têm entre 25 e 34 anos (23,1%); e entre os eleitores de Gurupi (22,8%) para os da Capital (26,7%). (M.S.)

Fonte: Jornal do Tocantins