Polí­tica

Foto: Neguim/Ascom

Durante reunião na manhã desta sexta-feira, 17, entre o prefeito de Paraíso do Tocantins, Paulo Tavares (PR), e representantes do Sindicado dos Servidores Públicos Municipais de Paraíso (SIMPA), também estava prevista a participação de alguns vereadores, porém, no início do encontro, o servidor público Raimundo Nonato pediu a fala e reclamou a presença do vereador Virgílio Azevedo e do presidente da Câmara Municipal, Neivon Bezerra, solicitando que os mesmos não continuassem mais na reunião sob pena do movimento (exclusivo do Sindicato) ser visto como interesse político e partidário.

A reunião foi realizada no auditório da prefeitura municipal e aconteceu após solicitação e manifestação dos servidores da saúde e educação de que fosse analisada e oferecida, por parte do poder executivo municipal, proposta de regularização do Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Paraíso e PCCs para os servidores do Quadro Geral, Saúde e Educação, bem como das questões de insalubridade, gratificação e estudo sobre a jornada de trabalho de 30hs aos profissionais de Saúde, os 5% de gratificação para alguns casos de funcionários que ainda não receberam o benefício e, por fim, uma avaliação individual e detalhada dos casos de alguns professores que estão sem a gratificação prevista em Lei pelo Estatuto do Magistério.

Os principais pontos discutidos, além das reivindicações citadas anteriormente, foram a participação do Simpa nas reuniões entre prefeitura e servidores da Educação; realização do concurso público para provimento das demais vagas disponíveis; desconto em folha da contribuição sindical; eleição para diretores das escolas e creches municipais. Sendo que todos os itens colocados foram atendidos, ou estão em fase de estudo, como é o caso do concurso público.

Ao final da reunião o prefeito Paulo Tavares agradeceu a presença dos representantes do sindicato, servidores e sua equipe de governo, frisando que a função do executivo municipal não é atrapalhar o servidor, nem a população, “desde o início da gestão pretendíamos oferecer melhores salários e melhores condições de trabalho para nossos servidores, mas para isso dependemos de questões legais, estamos fazendo tudo isso dentro da lei”, disse. Paulo Tavares lembrou ainda que a prestação de contas ao Legislativo e população em geral está sendo feita de quatro em quatro meses, conforme Lei de Responsabilidade Fiscal.

Segundo o Secretário de Administração, Planejamento e Finanças Valdeni Brito, todas as reivindicações do Sindicato serão atendidas, dentro das possibilidades reais, o mais rápido possível. O secretário repassou ao presidente do SIMPA Luiz Antonio Mota, o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Paraíso regularizado, como previsto na ultima reunião, garantindo entregar a proposta do PCCs até o dia 30 deste mês.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Paraiso