Economia

Foto: Divulgação

Após realização de assembleia na sede do Sintec-TO, em Palmas, na noite de ontem, terça-feira, 28, os bancários do Estado do Tocantins votaram pela greve por tempo indeterminado.

A categoria solicita um reajuste salarial de 11%, maior participação nos lucros e melhores condições de trabalho. O reajuste apresentado pela Fenaban foi de apenas 4,29%. Dessa forma, por meio de votação secreta, a categoria decidiu pela paralisação das atividades bancárias.

A greve é por tempo indeterminado e ocorre em diversos Estados brasileiros. Durante toda esta quarta-feira, 29, serão realizadas mobilizações para fechar as agências de todas as cidades do Tocantins.

Evitando transtornos

Por enquanto os clientes e usuários podem utilizar os serviços de auto-atendimento. Compensações de cheques e depósitos não serão prejudicados.

Confira as base sindicais que já decidiram pela greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira:

ABC Paulista, Acre , Alagoas, Amazonas, Andradina (SP), Angra dos Reis (RJ), Araçatuba (SP), Araraquara (SP), Bahia, Baixada Fluminense (RJ), Belo Horizonte, Bragança Paulista, Brasília, Campina Grande (PB), Campinas (SP), Campo Grande, Campo Mourão (PR), Cariri(CE), Cornélio Procópio (PR), Corumbá (SP) - BB e Caixa, Ceará, Cruz Alta (RS), Curitiba, Dourados (MS), Espirito Santo, Florianópolis (SC), Goiás, Guarapuava (PR), Guaratinguetá, (SP), Irecê (BA), Joaçaba (SC), Jundiaí (SP), Juiz de Fora (MG), Limeira (SP), Londrina (PR), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Marília (SP), Maringá (PR), Mogi das Cruzes(SP), Mossoró (RN), Naviraí (MS), Niterói, Nova Friburgo (RJ), Patos (PB), Pará e Amapá, Paraíba, Paranavaí (PR), Piauí, Piracicaba (SP), Pernambuco, Ponta Porã (MS), Porto Alegre, Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro, Rio Claro (SP), Rio Grande do Norte, Rondônia, Rondonópolis (MT), Roraima, Snata Cruz do Sul (RS), Santa Maria (RS), São José do Rio Preto (SP), São Borja (RS), São José dos Campos (SP), São Paulo, Santo Ângelo (RS), Santos (SP), Sergipe, Sorocaba (SP), Sul Fluminense, Teresópolis (RJ), Tocantins, Toledo (PR), Três Rios (RJ), Tupã (SP), Umuarama (PR), Urbelândia(MG), Vale do Paranhana (RS), Vitória da Conquista (BA)

Por: Redação

Tags: Economia, Greve, Sindicato dos Bancários, Sintec