Estado

Foto: Divulgação/Assessoria

Moradora de Palmeirante (TO) há quatro anos, uma vez por semana Ana Gracelina seguia com seu filho para fazer tratamento em Araguaina. Há dois meses ela deixou de percorrer os 125 km de distância entre os dois municípios e hoje mantem o tratamento da criança, agora com oito anos, na sede da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE na cidade onde mora.

A sede da instituição foi construída e equipada a partir de uma doação feita pelo Consórcio Estreito Energia – Ceste, o Instituto Alcoa e a Prefeitura de Palmeirante. Atualmente, a sede realiza atendimentos nas áreas de fisioterapia, psicologia e enfermagem. Em breve, começarão também os serviços odontológicos e clínicos.

Na última semana, representantes do Ceste e da Alcoa fizeram a entrega oficial dos equipamentos à APAE de Palmeirante. A solenidade contou com a participação de representantes do Ceste, do Instituto Alcoa, autoridades municipais, dos profissionais que trabalham na instituição e também dos pais, e familiares de crianças, jovens e adultos assistidos no local.

O presidente da APAE no município, José Geraldo de Azevedo, conta que toda essa história começou quando ele ainda estava na faculdade, por conta de uma atividade escolar recomendada por um de seus professores, mas especialmente por um irmão seu, portador de deficiência. “Sei como esta é uma situação difícil de se vivenciar. Sempre me emociono. Mas este era um sonho alimentado, que com a chegada do Ceste na região, tornou-se realidade”, comentou José Geraldo.

Ele acrescenta que hoje a APAE de Palmeirante já é referência de atendimento aos que possuem deficiência na região. “São pessoas que passaram anos seguindo até Araguaína, uma ou duas vezes por semana, que agora não precisam mais se desgastar tanto para manter o tratamento de seus familiares”, enfatiza José Geraldo. Segundo ele, a parceria com a Prefeitura de Palmeirante, que disponibilizou os profissionais para o atendimento na APAE, também tem sido muito importante para o desempenho das atividades na APAE.

O gerente de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Alcoa, Juliano Natal, fala que é gratificante saber que as pessoas estão melhorando. “Não podemos resolver todos os problemas, mas o que pudermos contribuir para as boas iniciativas locais, nós vamos fazer. A cidade está de parabéns”, certificou o representante de uma das consorciadas do Ceste.

Para a assistente social do Ceste, Ana Maria Félix, saber do benefício gerado pela obra é muito satisfatório. “Acompanhamos todo o processo de planejamento e execução desse projeto. E ver o prédio equipado e funcionando nos dá a certeza de mais um grande exemplo de responsabilidade social desenvolvido pelo Consórcio em sua área de abrangência”, comemora.

Presente na solenidade, junto com Presidente da Câmara de Vereadores do Município – Nagib Lima da Silva, o Prefeito Cláudio Brito reforçou a importância da APAE para a cidade. “Com certeza, irá proporcionar qualidade de vida não só para os que têm uma deficiência, mas também para os seus familiares”, afirmou. Além dos profissionais da área de saúde, que realizam o atendimento, a Prefeitura de Palmeirante também disponibilizou o terreno onde o prédio da APAE foi erguido e, ainda, construirá o muro de proteção de toda a área.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ UHE Estreito