Saúde

Foto: Divulgação

A Secretaria da Saúde de Palmas, (Semus), abre a Semana de Combate a Dengue, nesta terça-feira, dia 16, às 15 horas, no auditório do Colégio Militar, à Quadra 206 Norte, Avenida LO 04, lote 04, com a presença do prefeito Raul Filho, do secretário da Saúde, Samuel Bonilha, da promotora de Justiça e Cidadania do Ministério Público, Maria Rosely de Almeida, além de estudantes, professores e profissionais de saúde.

“Vamos desenvolver uma série de atividades de manejo ambiental, educativo-preventivas em 12 escolas municipais e estaduais, igrejas, unidades de saúde, praças e ruas da Capital, para conscientizar a população de que a prevenção e o combate a dengue são responsabilidades de todos nós” - justifica Samuel Bonilha.

Ações práticas

Segundo Cláudio Gilberto Garcia, diretor de Vigilância em Saúde, os estudantes vão conferir ainda no laboratório de Entomologia, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), as fases de evolução do mosquito transmissor da dengue e também acompanhar agentes de endemias na inspeção de manejo ambiental.

Além do permitido

Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa), ferramenta que mapeia os locais com altos índices de infestação do mosquito, realizado pelos técnicos do Centro de Controle de Zoonoses, (CCZ), apontou um Índice de Infestação Predial, (IIP), de 2,7%.

“As chuvas só começaram e nós já temos um IIP quase três vezes superior ao índice tolerado pelo Ministério da Saúde, que é de 1% “ - ressalta Samuel Bonilha, destacando a preocupação com os meses de janeiro, fevereiro e março, considerados chuvosos, época em que o mosquito transmissor se prolifera com maior abundância, por encontrar condições favoráveis, com grande quantidade de água parada.

Reforço na inspeção

Segundo o secretário, a Prefeitura de Palmas contratou, neste ano, 60 novos servidores, totalizando 120 agentes de endemias só para inspecionar as residências e orientar a população sobre a prevenção da dengue. “Mesmo passando de casa em casa, eliminando criadouros e ensinando os moradores a cuidar dos quintais, as visitas de retorno constatam a existência de focos nos mesmos locais” - informa Samuel, acrescentando que o governo municipal tem cumprido o seu papel, desenvolvendo todas as ações possíveis de prevenção e de combate a endemia.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Semus