Polí­tica

Foto: Frederick Borges

O ex-governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) não passou a faixa para o governador Siqueira Campos (PSDB) neste sábado, 1º de janeiro. Siqueira já chegou próximo às escadarias do Palácio Araguaia com uma faixa, sendo que Gaguim o aguardava na entrada do Palácio para repassar a faixa original.

A faixa entregue a Siqueira minutos antes, na chegada à Praça dos Girassóis, por um Pioneiro Mirim foi simbólica, segundo as informações. Não foi informado se pode ter ocorrido um erro no cerimonial ou ainda as razões pelas quais a faixa não foi passada.

Em entrevista ao Conexão Tocantins, Gaguim frisou que se sentiu desrespeitado. “Saio muito triste, já começou desse jeito. Estou aqui aguardando há mais de duas horas e ele não vem receber a faixa”, salientou.

Gaguim aguardava Siqueira junto com os deputados estaduais Júnior Coimbra (PMDB), Josi Nunes (PMDB), Iderval Silva (PMDB), o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), e ainda alguns militares bem como ex-secretários.

Siqueira começou a discursar no palco em frente ao palácio enquanto Gaguim continuou aguardando durante um tempo. Irritado, Gaguim chegou a dizer que o governo da ditadura começou desde este sábado. Gaguim saiu acompanhado com aliados e deixou a faixa com um cinegrafista que participa da cobertura do evento nas escadarias do Palácio.

Questionado sobre como deixou o governo, Gaguim não falou em valores mas garantiu que a dívida que deixou é menor do que a que Siqueira deixou para Marcelo Miranda (PMDB).