Polí­tica

Foto: Divulgação

O vice-governador João Oliveira (DEM) falou ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 12, sobre os primeiros dias da gestão de Siqueira Campos (PSDB).

Com o gabinete no Palácio Araguaia, Oliveira frisou que não ficou insatisfeito pelo fato da extinção da vice-governadoria da estrutura de governo. “Eu estou achando bom, bem acomodado, tenho a mesma estrutura que teria fora daqui”, salientou.

O democrata afirmou ainda que já tinha comunicado a pretensão de ficar no Palácio Araguaia mais próximo do governador. “Estou sentindo que o governo está fazendo os ajustes necessários”, pontuou, se referindo às adequações deste início de governo.

Oliveira além dos ajustes está fazendo ainda alguns atendimentos internos assim como o governador.

Distanciamento de Kátia

O vice-governador, que é também presidente regional do Democratas, indagado sobre um possível descontentamento da senadora Kátia Abreu (DEM) com o atual governo, salientou que é natural que no início da gestão não dê para atender a pretensão de todos.

“O governo quando inicia não traz só satisfação”, salientou. Kátia não foi à posse de Siqueira bem como o filho, deputado federal Irajá Abreu, também do partido.

“Creio que ela não está 100% satisfeita mas nada a declarar nem a se opor”, salientou. Oliveira frisou que acredita que uma conversa entre a senadora e o secretário de Planejamento de Modernização Pública, Eduardo Siqueira Campos (PSDB) pode sanar o descontentamento. “Ela deve conversar com Eduardo e se ajustar”, salientou.

Kátia Abreu ainda não se manifestou sobre qualquer tipo de insatisfação com o governo. Eduardo afirmou ao Conexão Tocantins que assim que ela retornar à ativa pretende conversar com a senadora.