Polí­tica

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira, 20, os secretários do Planejamento e da Modernização da Gestão Pública, Eduardo Siqueira Campos; da Fazenda, Sandro Rogério Pereira; e o da Administração, Lúcio Mascarenhas, explicaram as medidas que o Governo Siqueira Campos adotou para recuperar o Estado da crise econômica e administrativa.

Os gestores discordaram dos números apresentados pelo Governo anterior, admitiram que a situação era preocupante, mas estão otimistas e apostam na retomada do desenvolvimento do Estado, como por exemplo a duplicação das rodovias Palmas-Porto Nacional, Palmas-Miracema, entre outras. Falaram de exonerações, números e cifras que já estão surtindo efeitos.

Segundo Eduardo Siqueira Campos, foram contratados 10 mil funcionários nos últimos dois anos, e o enxugamento da máquina estatal em 70% permitirá a quitação da folha de pagamento para o final deste mês de janeiro, no dia 30.

Já o secretário Lúcio Mascarenhas anunciou que com estas medidas já foram economizados 101 milhões e 307 mil reais na estrutura governamental e 98 milhões e 634 mil reais com as exonerações. Houve também uma redução de cargos, caindo de oito mil para 2.569, destacou Mascarenhas.

Os secretários priorizaram algumas linhas de ações, entre elas, onde estão os funcionários efetivos e qualificá-los; resolver o problemas da saúde pública; do concurso público (Quadro Geral que está sub júdice) e em último caso terceirizações para transporte, vigilância e limpeza.

Concurso do Quadro Geral

O governo afirmou ainda que estuda as alternativas com relação ao certame do Quadro Geral no entanto a ideia é não tomar nenhuma medida enquanto o judiciário não resolver o impasse. Portanto o cancelamento das provas pode ser uma das alternativas.

Nesta possibilidade todos os mais de 104 mil inscritos deveriam refazer as provas.O governo tem a prerrogativa de anular o concurso no entanto não manifestou essa pretensão.

Palmas

Com relação à saúde, Eduardo adiantou que Palmas ganhará um Hospital de Urgência , “quem sabe pelo aniversário de Palmas?”, adiantou. Também deverá revitalizar os hospitais das cidades de Porto Nacional, Paraíso, Miracema e outras cidades. O secretário admitiu que o grande problema verificado no Hospital Geral de Palmas é o Pronto Socorro e a intenção é transformar a unidade hospitalar para aprimoramento do ensino superior, nas áreas de medicina, enfermagem, odontologia, entre outras.

Da Redação com informações da Secom