Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta sexta-feira, 21, o deputado Sandoval Cardoso (PMDB) confirmou que seu nome foi o escolhido pelo partido para concorrer à presidência da Assembleia Legislativa em fevereiro. Contudo, o deputado destacou que ainda é preciso de um consenso entre todos os parlamentares da base oposicionista ao governo.

De acordo com Cardoso, dentro do PMDB, seu nome foi o consenso entre os correligionários, mas a legenda não pretende “atropelar” as outras siglas que compõem a base de oposição ao governo de Siqueira Campos (PSDB). “Nós estamos trabalhando (para concorrer à presidência), mas temos que discutir ainda com os demais partidos”, completou.

O deputado informou ainda que a postura do PMDB não será imposta aos demais partidos de oposição, mesmo sendo a legenda com maior número de deputados estaduais. “Se for de consenso de todos, eu recuo da minha candidatura”, frisou.

A principal barreira que Sandoval e o PMDB terão que ultrapassar internamente, contudo, deve mesmo ser o PT. O partido do presidente Donizeti Nogueira conta com três parlamentares que irão assumir mandatos na próxima candidatura e já se mostrou aberto para debater a eleição da Mesa Diretora, inclusive com o governo tucano do Estado.

Com relação a isto, no entanto, Sandoval informou que está tranqüilo e que as conversas com o partido da deputada Solange Duailibe estão correndo bem. “Hoje o Partido dos Trabalhadores ainda está discutindo composições e nós temos que esperar isso”, salientou.

Além de Solange, o PT ainda tem como deputados estaduais eleitos, Amália Santana e José Roberto Forzani.

Tempo apertado

No entanto, como o próprio deputado peemedebista lembrou, o dia da eleição presidencial da AL se aproxima e as definições já devem começar a surgir. “Faltam 10 dias para a eleição e à medida que vai definindo, (a aliança) vai consolidando”, disse, Sandoval.

As eleições para a presidência da Assembleia Legislativa acontecem já no dia primeiro de fevereiro, logo após a cerimônia de posse dos deputados estaduais eleitos em outubro de 2010.