Estado

Foto: Secom/TO Dívida herdada da gestão anterior que não efetuou o pagamento de dezembro de 2010 poderia deixar milhares de políciais inadimplentes Dívida herdada da gestão anterior que não efetuou o pagamento de dezembro de 2010 poderia deixar milhares de políciais inadimplentes

O governo do Tocantins informou na noite desta terça-feira, 08, por meio de Carta Aberta aos policiais militares que está efetuando o pagamento de R$ 1,6 milhão referente à parcela de dezembro da indenização dos policiais militares que deixou de ser paga pelo ex-governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB).

Segundo a carta esta é “uma das inúmeras dívidas deixadas pelo governo anterior” e que, caso não fosse quitada até o dia 10 de fevereiro, sujeitaria milhares de policiais que fizeram adiantamentos junto aos bancos, ter seus nome incluídos nos cadastros de inadimplência.

A carta assinada conjuntamente pelo governador Siqueira Campos, pelo comandante geral da Policia Militar, Cel. Marielton Fransico dos Santos; pelo Secretário da Fazenda, Sandro Rogério e Eduardo Siqueira Campos, secretário de Planejamento, ainda informa que para efetuar o pagamento será necessário grande esforço por parte do governo, “tendo em vista a situação caótica deixada pela gestão anterior, com dívidas herdadas por quase todas as Secretarias, calotes com o Governo Federal, com escolas da Rede Estadual, Prefeituras, fornecedores de fora e pequenos e médios empresários locais”, diz a carta.

Confira a carta na íntegra:

Carta Aberta aos Policiais Militares

Em respeito aos integrantes da Polícia Militar, o Governo do Estado do Tocantins informa que já está efetuando o pagamento de R$ 1,6 milhão referente à parcela de dezembro da indenização dos policiais militares, uma das inúmeras dívidas deixadas pelo governo anterior.

Caso não fosse quitada até este dia 10 de fevereiro, milhares de policiais que fizeram adiantamento junto a bancos passariam pela humilhação de ter os nomes incluídos em cadastros de inadimplência. Este Governo não permitiria que pais de família sujassem seus nomes em virtude de atos irresponsáveis feitos pela inescrupulosa administração anterior.

Para efetuar o pagamento, será necessário grande esforço por parte do Governo do Estado, tendo em vista a situação caótica deixada pela gestão anterior, com dívidas herdadas por quase todas as Secretarias, calotes com o Governo Federal, com escolas da Rede Estadual, Prefeituras, fornecedores de fora e pequenos e médios empresários locais. Isso sem contar com a falta de orçamento, já que a Lei de Diretrizes Orçamentárias continua sem aprovação na Assembléia Legislativa.

Este esforço demonstra a todos os policiais militares e demais tocantinenses que uma gestão séria começa com a preocupação com os cidadãos de bem e trabalhadores que colaboram com a busca de um Tocantins melhor. Demonstra também que todas as conquistas do funcionalismo serão mantidas e ampliadas, conforme compromisso firmado. O compromisso deste Governo é garantir a eficiência e eficácia, mas, sobretudo, a satisfação e a felicidade das pessoas que trabalham pelo Tocantins de nossos sonhos.

José Wilson Siqueira Campos

Governador

Cel. Marielton Fransico dos Santos

Comandante da Polícia Militar

Sandro Rogério

Secretário da Fazenda

Eduardo Siqueira Campos

Secretário de Planejamento e Modernização da Gestão Pública