Campo

Foto: Lenito Abreu

Representantes da Adapec- Agência de Defesa Agropecuária, Seagro – Secretaria de Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, por meio da Subsecretaria de Agricultura e Pesca, Ruraltins – Instituto Natureza do Estado do Tocantins, Embrapa- Empresa Brasileira Pesquisa e demais parceiros reuniram-se na tarde desta terça-feira, 15, para discutir sobre o “Cadastro Único da Aqüicultura”.

Durante o encontro, o responsável pelo Programa Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos da Adapec, Jefferson Pessoa, apresentou o Sistema Informatizado de GTA- Guia de trânsito de Animais- considerado eficiente, ágil e seguro na transmissão de informações do rebanho, que pode ser aplicado nas atividades aquícolas. “Estamos colocando a disposição às informações já existentes, para serem aprimoradas e aproveitadas pelos órgãos ligados ao setor, de acordo com as suas demandas para a formação de um cadastro único”, explicou.

Segundo o diretor de aqüicultura da Seagro, Alexandre Godinho Cruz, a padronização de informações que podem ser geradas a partir desse novo cadastramento, vai fornecer dados mais confiáveis para otimizar as atividades do setor. “O Sistema da Adapec cria uma viabilidade enorme, porque tem a logística por estar presente nos 139 municípios e a tecnologia já funcionando em quase todo o Estado”, ressaltou.

Para o chefe-adjunto de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa, Ariovaldo Luchiari Junior, a instituição tem interesse em contribuir na criação desse cadastro enviando suas demandas para melhorar a alimentação de dados. “Com isso, é possível termos acesso aos locais de produção, evitar riscos de doenças e priorizar ações”, destacou.

O chefe de gabinete da Adapec, Lisandro Peres, disse que o novo sistema, assim como funciona para outras espécies, a exemplo de bovinos e ovinocaprino, passará a ser informatizado com o novo cadastramento que será feito ainda este ano. “Já temos os palm tops e o próximo passo agora é treinar os técnicos para irem à campo em busca dessas informações que somadas as demandas dos órgãos parceiros, trará benefícios para toda a cadeia produtiva”, pontuou.

Na reunião foi estabelecido um grupo de trabalho, com representantes de cada órgão para reformularem as questões cruciais que precisam ser levantadas dentro do questionário que vai suprir o sistema. O próximo encontro foi marcado para o dia 18 deste mês, no auditório da Seagro.

Estiveram presente também o Naturatins- Instituto Natureza do Tocantins, Setas- Secretaria de Trabalho e Assistência Social, Sebrae- Serviço Brasileiro de apoio as micro e pequenas empresas.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Adapec