Saúde

Foto: Divulgação

Em decorrência da intensificação do período chuvoso, a Secretaria da Saúde de Palmas (Semus) fará uma operação pente-fino na Quadra 305 Norte em busca dos mosquitos transmissores da dengue e do calazar, dia 28 de fevereiro, a partir da 08h.

Guardas metropolitanos e um fiscal da Vigilância Sanitária (Visa) acompanharão as equipes para orientação de proprietários de imóveis que se encontrem em condições insalubres. Voluntários do Conselho Local de Saúde (CSL) e Associação de Moradores da 305 Norte são parceiros da Semus na ação, que se encerra dia 01 de Março.

A ação faz parte do projeto Cidadão Vigilante, que fará homenagem simbólica aos dez moradores que servirem de exemplo para os demais da quadra na prevenção da doença.

Negligência

Relatórios recentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) demonstram que mais de 40% dos criadouros encontrados com larvas são passíveis de remoção ou proteção. “Durante as vistorias a imóveis, nossos agentes encontram muitos criadouros que poderiam ter sido evitados com atitudes tão simples, como deslocar um pneu para uma área coberta ou colocar areia em pratos de vasos de plantas” - explica Samuel Bonilha, secretário da Saúde.

Barreiras humanas

Segundo José Benedito de Oliveira, supervisor geral de Endemias, o trabalho de vistoria a imóveis é rotineiro, mas as equipes de controle de endemias do CCZ têm encontrado barreiras que dificultam o combate a dengue e ao calazar. “São moradores, que mesmo sendo orientados, não tomam os devidos cuidados para evitar novos focos”.

Denúncia-crime

A Semus está encaminhando às Delegacias de Polícia da Capital os casos de moradores reincidentes, para enquadramento em crime ao meio ambiente e por dificultar ações de saúde pública. Em um ano, 280 termos circunstanciados de ocorrência (TCO) foram protocolados.

De acordo com Bonilha, a ocorrência de residências fechadas ou imóveis em condições insalubres podem ser denunciadas ao CCZ pelo telefone: 3218-5087.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Semus