Polí­tica

Em breve entrevista antes do início da sessão ordinária da tarde desta quarta-feira, 2, o deputado Iderval Silva (PMDB) confirmou os nomes dos sete membros que deverão compor a comissão temporária que irá administrar o partido no Tocantins.

De acordo com o deputado, os membros eleitos são: o deputado federal Junior Coimbra, os ex-governadores Marcelo Miranda e Carlos Gaguim e os deputados estaduais Sandoval Cardoso, Eli Borges, José Augusto Pugliese, além do próprio Iderval.

Contudo, Silva informou que o ex-governador Gaguim deverá deixar a comissão. O nome que o irá substituir ainda será definido em reunião interna do partido. Um dos cotados é o da deputada Josi Nunes, líder do partido na Assembleia.

Na questão dos cargos dentro da comissão, o deputado informou que o partido definirá a distribuição das responsabilidades na reunião que deverá acontecer neste fim de semana. No entanto, por consenso partido, a presidência deverá ficar mesmo com o deputado federal Junior Coimbra e a primeira secretaria com o próprio Iderval. “Eles vão se reunir para definir quem será o presidente, o primeiro secretário e o segundo secretário”, completou.

Eleição do diretório

A comissão provisória tem um prazo de 90 dias para atuar até que a eleição interna seja realizada. Contudo, ele mesmo já havia informado que o pleito deverá acontecer em no máximo 30 dias.

Sobre a disputa pela presidência da legenda no Estado, Iderval informou que não deverá haver mais do que um candidato a ser definido internamente. O deputado Junior Coimbra já se mostrou interessado em disputar a presidência, juntamente com o deputado Sandoval Cardoso. “Vai ser um candidato só. Nós vamos nos reunir para decidir. O Junior é um pretendente”, concluiu.