Estado

Na manhã desta quarta-feira, 02, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO), Cleiton Pinheiro, juntamente com o diretor financeiro, Samuel Chiesa, e o diretor de base, Fernando Pereira, entregaram a proposta de Acordo Coletivo dos empregados da Unitins ao reitor da Instituição, Joaber Divino Macedo, durante reunião ocorrida na sede da Universidade.

O Acordo, aprovado em Assembleia Geral da categoria no último dia 21 de fevereiro, prevê dentre outros, a instituição do auxílio alimentação, auxílio creche, bolsa de estudos, inclusão dos empregados no Plansaúde, intrajornada de trabalho para os vigilantes, vale alimentação em espécie, adicional de insalubridade, e, principalmente, o índice da data-base, para fins de recomposição salarial dos empregados da Instituição, com data retroativa a 1º de março.

Durante a reunião, Cleiton Pinheiro apresentou todas as clausulas constantes no Acordo argumentando que era uma decisão discutida e aprovada com a categoria, portanto um desejo e demanda dos empregados da Instituição.

“Muitas das reivindicações contidas no Acordo já são estabelecidas na CLT, mas buscamos o compromisso desta gestão em fazer cumprir os direitos dos empregados, além, é claro, de implementar novos instrumentos e benefícios de forma a melhorar as condições de trabalho einvestir no empregado efetivo da Universidade”, argumentou Cleiton ao apresentar oficialmente oprimeiro Acordo Coletivo da categoria.

Joaber, por sua vez, mostrou-se receptivo aos anseios dos empregados, mas afirmou que buscará, dentro dos limites orçamentários e administrativos, atender o que for possível neste momento.

O presidente do Sisepe ressaltou que o importante é iniciar o processo de implementação das propostas, chegando num acordo quanto aos valores e índices pleiteados pela categoria. “Para outras questões, porém, basta vontade política, como por exemplo, estabelecimento da intrajornada para os vigilantes, fim da dupla função, fornecimento de equipamentos para o exercício das atividades laborais do empregados, flexibilidade da jornada de trabalho para estudantes, inclusão dos empregados da Unitins no Plansaúde,” destacou Cleiton

O acordo tem validade pelo período de um ano e no descumprimento de suas cláusulas uma multa será aplicada em desfavor da instituição.

O Sisepe aguardará para que a instituição avalie as propostas apresentadas e voltará a se reunir com o reitor para selar o acordo, bem como definir o índice data base (recomposição salarial).

Fonte: Assessoria de Imprensa Sisepe