Campo

Foto: Divulgação

Entre os dias 15 e 17 deste mês, os profissionais dos órgãos estaduais de defesa vegetal estarão reunidos no 9º Encontro de Fiscalização e Seminário Nacional sobre Agrotóxicos, em Boa Vista-RR. Na pauta das discussões está a harmonização de procedimentos de fiscalização de comércio e uso de agrotóxicos e a diminuição dos gargalos enfrentados no sistema de Defesa da região Norte. Durante o encontro, na quarta-feira, 16, às 15h, o inspetor agropecuário da Adapec- Agência de Defesa Agropecuária, Carlos César Barbosa Lima, ministrará a palestra sobre: “Critérios utilizados pelos estados na concessão de cadastro de agrotóxicos”.

Segundo o presidente da Adapec, Geraldino Ferreira Paz, a intenção é buscar unificar as ações de toda a região, para poder otimizar os trabalhos já realizados com novas estratégias. “Ações em conjunto geram mais resultados positivos e as discussões possibilitam a troca de experiência com efeitos satisfatórios, priorizando a saúde da população e do meio ambiente”, destaca.

Entre os temas a serem discutidos estão: Destinação de embalagens vazias de agrotóxicos; Receituário agronômico e responsabilidade técnica na prescrição de agrotóxicos; Diagnóstico da fiscalização na região Norte; Recolhimento de agrotóxicos obsoletos nas propriedades rurais, canais de distribuição e centros de pesquisa, entre outros.

A coordenadora de Inspeção Vegetal da Adapec, Ingergleice Machado Abreu, também participa do encontro.

O debate em Boa Vista é uma organização da Aderr – Agência de Defesa Agropecuária de Roraima, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e órgãos parceiros. Os próximos encontros regionais serão realizados na Regional Centro-Sul (5 a 8 de abril em Porto Alegre-RS) e Regional Nordeste (26 a 28 de abril em João Pessoa-PB). Os resultados dos três eventos serão consolidados no evento nacional, a ser realizado em Campo Grande (MS).

Dados

O Tocantins conta hoje com cinco unidades de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos, localizadas nos municípios de Formoso do Araguaia; Colinas; Araguaína; Lagoa da Confusão; Pedro Afonso e Silvanópolis. De acordo com os dados do Inpev - Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias - em 2009, no Tocantins foram recolhidas 118.410 toneladas de embalagens vazias. Em 2010 foram 175.727 toneladas de recipientes vazios recolhidos da natureza, registrando, assim, um aumento de 48,4%, colocando o Estado em 5º lugar no ranking nacional em evolução na destinação final das embalagens vazias.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Adapec