Saúde

Foto: Marcos Vinicius Amaral

Nesta quinta-feira, 17, a Secretaria Estadual da Saúde – Sesau participa de uma força tarefa de combate à dengue em Palmas. A ação é conjunta com o Exército e com a Secretaria Municipal de Saúde e tem o objetivo de eliminar criadouros e focos do mosquito Aedes Aegypti – transmissor da dengue e conscientizar a população sobre as formas de se evitar a doença.

A força-tarefa inicia seus trabalhos a partir das 7h30 pela quadra 404 Norte. As equipes se concentrarão na praça da quadra, em frente à Unidade de Saúde da Família. Em seguida será realizado o trabalho na quadra 406 Norte. No período da tarde os trabalhos se concentram nas quadras 408 Norte e 508 Norte.

Essas quadras foram escolhidas por apresentarem os maiores índices de infestação do mosquito transmissor. Segundo informações da Vigilância Epidemiológica de Palmas, o índice nessas quadras chega a 5,98%, enquanto que o Ministério da Saúde determina que o IIP – Índice de Infestação Predial fique em torno de 1%.

Até esta terça-feira, 15, Palmas liderava os casos de notificação de dengue no Tocantins. Com 1.327 casos notificados, a capital era responsável por 33,38% do total de casos registrados no Estado. Palmas é seguida por Gurupi, com 250 notificações, o que corresponde a 6,29% dos casos. Até terça-feira, 15, o Tocantins registrava 3.975 casos notificados da doença. Uma redução de 39,5% nos casos com relação ao mesmo período de 2010, que registrou até o mesmo dia 6.563 casos.

Até a data de 15 de março nenhum óbito por dengue estava confirmado no Tocantins, mas há três casos em investigação pelo SVO – Serviço de Verificação de Óbitos. Os casos aconteceram nos municípios de Palmas, Paraíso do Tocantins e Gurupi. Há também quatro casos graves da doença confirmados, um em Palmas, um em Araguaína e dois em Gurupi e mais 53 casos graves em investigação. No momento duas pessoas encontram-se internadas por suspeita de dengue na rede hospitalar do Estado.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sesau