Polí­tica

Foto: Divulgação

O líder do governo,Freire Júnior (PSDB) falou na tribuna da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 24, que o Estado corre o risco de perder uma área equivalente ao município de Mateiros para o Estado da Bahia. A área é no sul da Bahia, sudeste do Tocantins. "É um atentado à soberania territorial do Estado, não podemos ser roubados”, salientou.

O território em questão é de cerca de 9.591.543km².

A questão tramita no Supermo Tribunal Federal e segundo Freire preocupa o governador Siqueira Campos (PSDB). O exército Brasileiro está fazendo a medição na área para apresentar o resultado aos ministros, o que decidirá de fato a quem pertencerá a área.

Freire afirmou que além dos prejuízos econômicos, já que a região tem vários produtores rurais,poderá existir uma perda com relação aos investimentos que o Estado do Tocantins já fez na área. “ E a infra-estrutura, o asfalto, a energia que foi o Tocantins quem colocou lá?”, indagou.

A procuradoria Geral do estado analisa o caso e a prioridade é conseguir colocar um representante do Tocantins, possivelmente um técnico do Itertins, para acompanhar a medição que o exército está fazendo.

A Bahia tem um representante acompanhando mas o Tocantins não tem. A medição, segundo Freire, está acontecendo há mais de cinco anos e o governo não mandou nenhum representante para acompanhar a questão.

“Os riscos são reais com relação á essa questão”, frisou. Os produtores rurais e proprietários de fazendas também estão preocupados e pode estar acontecendo inclusive uma possível confusão na hora de fazer a escritura das terras.

O impasse é antigo ainda em 1919 quando foi feito acordo entre a Bahia e Goiás. O critério das terras era o divisor de águas e a serra.