Polí­cia

O secretário estadual de Segurança Pública, João Costa Ribeiro Filho, afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 4 de abril, que estuda junto com o comando da Polícia Militar uma forma de tornar pública a versão do Estado com relação à morte do trabalhador Everaldo Moraes de Araújo, 35, na sexta-feira, 1º.

Segundo o secretário, uma entrevista coletiva pode ser convocada na tarde de hoje para tratar do assunto.

A família da vítima entregou à polícia cápsulas de uma pistola ponto 40 no local do crime. A Polícia afirmou que está apurando o caso. O secretário preferiu não comentar tais questões por enquanto.

Questionado se o governador Siqueira Campos (PSDB) passou alguma orientação com relação ao caso, o secretário disse que a situação está sendo estudada em conjunto.

A família de Everaldo pede justiça no caso. Entidades de Direitos Humanos e ainda a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Tocantins, acompanham o caso.

Na coletiva o comandante geral da polícia, Marielton Francisco dos Santos deve participar ainda da coletiva segundo o secretário assim como a Polícia Civil.

O governador divulgou por meio de nota à imprensa que determinou apuração imediata do caso.