Saúde

Foto: Lia Mara

O governador do Estado do Tocantins, José Wilson Siqueira Campos, determinou a imediata prorrogação do contrato com a Unimed Centro-Oeste e Tocantins para a gestão do Plansaúde. O governador também definiu que sejam realizadas reuniões com representantes dos servidores públicos, médicos e hospitais para que os serviços sejam melhorados a partir da renovação.

O Governo do Estado decidiu pela prorrogação após análise do documento em que a entidade se comprometeu a rever os custos, o que pode representar uma economia significativa para os cofres públicos. A renovação também atende o interesse do servidor público, evitando a descontinuidade do atendimento e garantindo que essa conquista seja mantida e ampliada.

O acerto foi firmado após uma reunião entre representantes da entidade e do Governo que seguiu até boa parte da noite. O secretário de Administração, Lúcio Mascarenhas, e o secretário de Planejamento e Modernização da Gestão Pública, Eduardo Siqueira Campos, abordaram os principais problemas existentes no convênio e exigiram soluções. “A partir da prorrogação, o atendimento ao servidor será aprimorado, os pagamentos aos médicos e prestadores de serviços serão mais ágeis e os valores das consultas reajustados”, afirmou Mascarenhas.

As reuniões entre representantes da Unimed Centro-Oeste e Tocantins, Governo do Estado, beneficiários e profissionais começam nesta quinta-feira, 7, às 11h com representantes do Sindicato dos Médicos e, às 14h30, com hospitais. No dia 12, serão ouvidos odontólogos. Representantes de sindicatos de servidores foram convidados a participar das reuniões, quando poderão apresentar diretamente à empresa as principais reclamações e sugestões para aperfeiçoar o Plansaúde.

De acordo com o presidente da Unimed Centro-Oeste e Tocantins, Irany de Oliveira e Silva, a entidade está aberta à renegociação. “Trabalhando junto com Governo e prestadores, podemos aprimorar os atendimentos. Não mediremos esforços para que essa renovação se conclua o quanto antes”, afirmou.

Pagamentos

O presidente da Unimed Centro-Oeste e Tocantins garantiu ainda que o pagamento dos prestadores de serviço não está ameaçado. “Vamos estudar formas de agilizar o pagamento, mas deixar de pagar nem sequer foi considerado”, disse.

Reafirmando o empenho em resolver o problema, o governador Siqueira Campos determinou que sejam antecipados os pagamentos referentes a abril. Serão repassados na próxima terça-feira, 12, a médicos e prestadores cerca de R$ 8 milhões, que normalmente só seriam quitados no dia 25. “Depois dessa demonstração de que o Governo do Estado está garantindo a continuidade do plano, garantindo os pagamentos e se empenhando em proporcionar melhor atendimento para todos, estamos certos que os prestadores de serviço retornarão imediatamente ao atendimento”, disse Eduardo Siqueira Campos.

Fonte: Secom