Estado

O Governo do Estado renova no próximo dia 16, o contrato de gestão entre o Plansaúde e a Unimed Centro-Oeste. De acordo com o secretário da Administração, Lúcio Mascarenhas, tendo em vista os princípios da eficiência e economia, no novo contrato com a empresa gestora a intenção é economizar cerca de R$ 6 milhões por ano.

O valor economizado será revertido em melhorias no atendimento aos 91.512 beneficiários do Plansaúde, por meio da valorização dos prestadores de serviço (médicos, hospitais, laboratórios e odontólogos).

“O Plansaúde é um benefício ao servidor do Estado e a intenção do Governo é melhorar este benefício tornando-o mais eficiente, seguindo sempre o princípio da economicidade, conforme já determinou o governador. O mais importante no Plansaúde é o seu usuário e valorizando os prestadores de serviço isso vai refletir em um melhor atendimento para eles”, enfatizou o secretário.

Mudanças definidas

O Governo do Estado, por meio da Secad, tem realizado uma série de reuniões para definir os itens da renovação do Plansaúde. Nesta quinta-feira, 7, o secretário Lúcio Mascarenhas esteve reunido com sindicatos, médicos e representantes de hospitais, que sugeriram as modificações vistas como essenciais. No próximo dia 25 o secretário se reúne com odontólogos para também ouvir a categoria.

Entre as mudanças já definidas estão: a criação de uma ouvidoria, para atendimento dos beneficiários e dos prestadores de serviço; a unificação de auditorias, para dar mais agilidade ao processo; a criação de uma câmara de glosas e o reajuste de R$ 42,00 para R$ 48,00 no valor pago pelas consultas médicas.

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Lúcio Mascarenhas, Unimed