Polí­tica

Foto: Divulgação Halum e o prefeito Kassab durante evento realizado na Assembleia Legislativa do Tocantins Halum e o prefeito Kassab durante evento realizado na Assembleia Legislativa do Tocantins

O deputado federal César Halum, vai coordenar a mobilização para criação do PSD, novo partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Halum afirma que ainda não vai desfiliar-se do PPS, até que o novo partido seja oficialmente criado e registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo o deputado Federal tocantinense, seu intuito é melhor contribuir com recursos ao Estado, “Referida decisão, foi assentada na necessidade de melhor contribuir com o desenvolvimento do nosso Estado, em especial nossa população menos assistida, tão carente de recursos federais. Assim sendo, me possibilitará, em apoio á Presidente Dilma, realizar os compromissos que firmei com nossa gente. Política é uma pista de mão dupla, vou aproximar do governo federal para atender as demandas sociais do meu povo”, declarou Halum.

Em entrevista César Halum declarou que se preocupa em destinar recursos para o Tocantins e que não foi eleito para fazer só discursos. “Meu interesse maior é me aproximar do governo federal, porque vim para Brasília foi para levar obras para o Tocantins. Discurso eu já fazia na Assembleia (Legislativa)”, afirmou.

De acordo com Halum, a indicação de cargos federais não influenciará no seu trabalho. “Não é a indicação de um cargo que vai mudar o meu mandato”, argumentou.

Decisão

César Halum ainda destaca que não justifica ser oposição de um governo que tem altos índices de aprovação popular: “O Governo tem trabalhado, a nossa economia é crescente, a classe trabalhadora está feliz, a classe média cresceu de uma forma gigantesca, portanto, é um bom Governo. Não justifica ser oposição”, disse.

Halum ainda acrescentou que não está se vendendo a ninguém “e não estou pedindo nada em troca. Vou para ajudar o meu povo”, arrematou.