Polí­tica

Foto: Divulgação Vice-governador João Oliveira pode continuar no comando do partido no Tocantins Vice-governador João Oliveira pode continuar no comando do partido no Tocantins

Depois do anúncio oficial da saída de vários integrantes do Democratas do Tocantins a executiva nacional da legenda fará reunião extraordinária na quarta-feira, 13, em Brasília quando definirá os novos membros da executiva regional. A executiva estadual foi dissolvida pela instância nacional no dia 7 deste mês.

Com o anúncio da saída da senadora Kátia Abreu (DEM) para fundar o Partido Social Democrático junto com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) permaneceram na legenda Dorinha Seabra, deputada federal, o vice-governador João Oliveira que era o presidente regional e ainda o deputado estadual Osíres Damaso.

Oliveira pode ser nomeado novamente como presidente regional com apoio de Damaso e Dorinha. A assessoria de Dorinha informou ao Conexão Tocantins que a deputada ajudou na escolha do novo nome que vai comandar a legenda no Estado.

O presidente nacional, senador Agripino Maia e outros membros virão a Palmas para um evento da legenda ainda com data a ser marcada.

Kátia Abreu indagada sobre a visita salientou que não vê como afronta e que se for convidada estará presente para prestigiar os líderes.

O Democratas ficará agora com um deputado federal e um estadual além de ter o número de prefeitos, atualmente 12, reduzido.

Só do diretório de Palmas a expectativa é que mais de 80% dos membros deixem a legenda, segundo o presidente metropolitano, Lutero Fonseca.