Polí­tica

Foto: Divulgação Segundo Marzola, o departamento jurídico analisou minuciosamente cada chapa  Segundo Marzola, o departamento jurídico analisou minuciosamente cada chapa

A disputa entre a senadora Kátia Abreu (DEM) e o atual presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (Faet), Júnior Marzola, para a presidência da entidade segue gerando polêmica.

Após o registro das chapas a alegação de alguns aliados da senadora é que Marzola não estaria dando transparência ao processo principalmente com relação à documentação dos membros das chapas.

Ao Conexão Tocantins nesta terça-feira 12, Marzola nega intenção de fazer sigilo no processo. “Estão querendo gerar tumulto, eu estou agindo como presidente e não como candidato, não vou deixar isso acontecer”, frisou.

O fato de estar à frente do processo eleitoral e não uma comissão, segundo Marzola, está previsto no Estatuto da entidade. “Eu trabalho e estou agindo conforme o estatudo da entidade”, salientou.

A entidade precisa informar se há alguns ajustes a serem feitos na documentação das chapas. Segundo Marzola, o departamento jurídico analisou minuciosamente cada chapa e os responsáveis terão 72 horas para fazer as alterações.

“Nesse primeiro momento recolhi todos os documentos, o departamento jurídico analisou, fez o parecer e eu abri para que mandasse intimar tanto Adriano Rabelo como a senadora Kátia Abreu para que no período de 72 hotas sanassem eventuais problemas com relação a esclarecimentos de comprovação de documentação de alguns candidatos”, explicou.

Na versão do presidente, a senadora não foi encontrada para notificação. “Tentamos citar a senadora mas não conseguimos.Ela não foi achada em Palmas. Encaminhamos para um cartório e ela será citada cartorialmente”, frisou. O prazo começa a correr assim que a senadora for citada.

Conforme afirmou a assessoria da senadora, Kátia não estava em Palmas nesta segunda-feira, 11, no entanto ela não foi avisada pela entidade que seria citada.

Adriano Rabelo é o representante da chapa de Marzola e será citado, segundo o presidente, em horário já marcado ainda hoje.

Vistas

Os erros se referem à alterações em algumas declarações de produtor rural e ainda comprovação de dados. Após as alterações corrigidas o presidente afirma que abrirá vistas para as duas chapas sendo assim os dados poderão ser compartilhados e uma poderá contestar ou discordar da outra.

“Não existe intenção de esconder nenhum tipo de acesso. Quando ela ( a senadora Kátia Abreu) for ser citada ela vai ter acesso a tudo”, disse. Segundo a Faet a chapa da senadora tem 22 membros e a de Marzola 30.

O processo de apuração, segundo ele, será conduzido por outros membros da entidade.