Saúde

Foto: Aldemar Ribeiro

O Governo do Estado acertou a prorrogação por mais seis meses do contrato com a Unimed Centro Oeste para a gestão do Plansaúde. Porém o Governo fez exigências em cláusulas do Termo Aditivo, para que o atendimento aconteça de acordo com as necessidades dos beneficiários e com o respeito que os servidores e os prestadores de serviço merecem.

Dentre as exigências estão a diminuição dos prazos de pagamento da Unimed Centro-Oeste aos prestadores de serviços para 45 dias; elevação do valor da consulta paga aos médicos de R$ 42,00 para R$ 48,00; a taxa do serviço de Odontologia, que era de R$ 11,80 por beneficiário, baixou para R$ 8,91, uma redução de cerca de 25%; a taxa de administração pleiteada pela Unimed Centro-Oeste era de R$ 840 mil, ficou em R$ 680 mil e as auditorias passarão a ser unificadas, tornando-se assim mais ágeis.

Dentro deste prazo de seis meses, o Governo fará uma nova licitação para que o benefício continue. O Termo Aditivo é resultado da política do Governo do Estado de redução de gastos, porém mantendo este benefício irreversível conquistado pelos servidores. Com esta iniciativa do Governo deverá ser retomada a normalização do atendimento imediatamente.

Fonte: Secom