Campo

Com o objetivo de divulgar o Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) ao setor produtivo agrosilvopastoril do Estado do Tocantins, o Grupo Gestor Estadual do programa ABC, do Governo Federal, realiza, no próximo dia 27 de abril, o I Seminário de Sensibilização do Plano ABC. O evento acontece a partir das 8 horas, no auditório da Fecomércio-Sesc (Av. Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 301 Norte - Palmas – Tocantins).

Durante o evento serão realizadas palestras com os seguintes temas: Contextualização do Plano de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas Visando à Consolidação de uma Economia e Baixa Emissão de Carbono, Bases para estabelecimento das estimativas de mitigação de GEE na Agricultura, Sistema de Plantio Direto, Recuperação de pastagens degradadas, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, Fixação Biológica de Nitrogênio, Florestas Plantadas e Crédito Rural para o ABC, Produsa e Popflora.

Programa

O Programa Agricultura de Baixo Carbono foi instituído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em junho de 2010. A iniciativa quer aliar produção de alimentos e bionergia com redução dos gases de efeito estufa. As ações do programa ABC estão inseridas no Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011 e prevêem aplicação de R$ 2 bilhões em técnicas que garantem eficiência no campo, com balanço positivo entre sequestro e emissão de dióxido de carbono (CO2).

O Agricultura de Baixo Carbono é caracterizado por três conjuntos de ações: Alternativas tecnológicas para minimizar GEE (Gases de Efeito Estufa), estimular a redução do desmatamento e incentivar a implantação de sistemas produtivos ambientalmente sustentáveis.

No Tocantins, compõem o Grupo Gestor Estadual do Programa a Superintendência Federal da Agricultura (SFA/TO), o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Tocantins e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado (OCB/TO e Sescoop/TO), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária, Ruraltins, Naturatins, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (Senar-TO).

Fonte: Assessoria de Imprensa/SFA