Saúde

Foto: Divulgação

A Secretaria da Saúde de Palmas (Semus), através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), promove mutirão de combate à dengue e ao calazar, nesta quarta-feira, dia 27, a partir das 08h, na Quadra 303 Norte, onde o índice de infestação predial (IIP) médio de 1,8%.

Equipes de combate a endemias farão vistorias nos quintais de residências, imóveis comerciais, lotes baldios e pontos estratégicos da quadra, em busca de depósitos de água e lixo orgânico acumulado, que propiciam a reprodução dos mosquitos Aedes Aegypti e palha, transmissores da dengue e do calazar.

Sacos plásticos e materiais educativos serão distribuídos aos moradores para acomodação de depósitos de água removíveis. Agentes comunitários de saúde e Associação de Moradores da 303 Norte colaborarão no mutirão, com orientação e sensibilização dos moradores, quanto aos cuidados necessários para se evitar a reprodução dos mosquitos.

Fácil remoção

Dados da Semus demonstram que, em 2010, criadouros de fácil remoção, como recipientes plásticos, garrafas e pneus corresponderam a mais de 40% dos criadouros encontrados com focos do mosquito da dengue na Capital. “Esse dado é preocupante, pois indica que esses criadouros poderiam ter sido removidos pelo responsável do imóvel, acomodados longe da chuva e, assim, impedida a reprodução do mosquito da dengue”, explica José Benedito Alves, coordenador de Endemias do CCZ.

Samuel Bonilha, secretário da Saúde de Palmas, relata que o trabalho de vistoria dos imóveis, realizado pelas equipes do CCZ, é rotineiro, mas tem encontrado dificuldades na colaboração da comunidade. “É necessário que os moradores revistem seus quintais sempre após as chuvas, eliminando a água parada”, orienta Bonilha.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Semus