Polí­tica

Foto: Divulgação

A convite da presidência da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados o Ministro da Ciência e Tecnologia, Aluízio Mercadante, participou na manhã desta quarta-feira, 27, de audiência pública para apresentar aos parlamentares as ações e investimentos da sua pasta para estimular pesquisas e estudos tecnológicos no país e os impactos do corte orçamentário sofrido por esses programas.

Membro da Comissão, o deputado federal Júnior Coimbra participou da reunião e afirmou que foram discutidas ações voltadas à assistência tecnológica para as micro e pequenas empresas, ações de extensão tecnológica via bolsas do CNPQ e centros vocacionais.

Mercadante defendeu na audiência pública o investimento em inovação científica e tecnológica como prioridade para o País manter o crescimento econômico com sustentabilidade ambiental. “O desafio é colocar ciência, tecnologia e inovação como eixo do desenvolvimento econômico e sustentável”, afirmou o ministro para os parlamentares.

Segundo Mercadante, é necessário ampliar o percentual do Produto Interno Bruto (PIB) investido em ciência e tecnologia. O valor, conforme explicou Júnior Coimbra, chegou a 1,2% em 2009, algo próximo de 24,2 bilhões de dólares. Coimbra afirmou que Japão e Estados Unidos dedicaram para a área, respectivamente, 3,4% (148 bilhões de dólares) e 2,8% (398 bilhões de dólares) do total arrecadado.

O ministro defendeu ainda que os royalties do petróleo e os recursos do Fundo de Universalização de Serviços de Telecomunicações (FUST) devem ser fontes de financiamento para a inovação científica e tecnológica.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Júnior Coimbra