Polí­cia

Foto: Divulgação

Nossa sociedade enfrenta um problema de ordem mundial. As drogas têm assolado famílias em todas as classes sociais. O consumo de drogas, como o crack, provoca dano neurológico irreversível, podendo levar à morte. Pesquisa recente mostra que um em cada quatro estudantes dos ensinos fundamental e médio da rede pública brasileira já experimentou algum tipo de droga, além do cigarro e das bebidas alcoólicas. A idade para o primeiro contato com esse tipo de substância caiu dos 14 para os 11 anos em uma década.

Quando se fala em drogas, investir em prevenção ainda é a melhor alternativa. Segundo a Secretaria Nacional de Políticas sobre drogas – SENAD, a cada real gasto com prevenção, dez são gastos no tratamento de jovens já dependentes. Ainda segundo pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo – USP, o Proerd – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência alcançou a média de 95% de aprovação no Brasil.

Considerado o maior programa de prevenção primária do Brasil, o Proerd surgiu no Tocantins em 2002, como iniciativa da Polícia Militar na prevenção às drogas e no combate às ações que gerem violência. Sua coordenação é composta por oficiais habilitados, que atuam no QCG – Quartel do Comando Geral, em Palmas. Atualmente, o programa possui 87 instrutores atuando diretamente em 52 municípios.

Para o comandante geral da PMTO, cel Marielton Francisco dos Santos, o programa é um importante aliado no combate às drogas no Estado e, principalmente, para a boa formação de crianças e adolescentes. “Prevenção é e será sempre o melhor caminho, e quando aliamos isso à educação teremos, sim, crianças e jovens bem preparados para a vida”, considerou o coronel.

Durante esses mais de oito anos de existência do Proerd no Tocantins, já foram atendidos e certificados 117.872 crianças e adolescentes, além de 1.075 pais, por meio de cursos e encontros ministrados em salas de aulas com intervenções personalizadas, com o propósito do fortalecimento dos laços familiares e os pais ajudarem os filhos a fazerem escolhas positivas. Só no primeiro semestre deste ano serão atendidos 35 municípios com a formatura prevista para o próximo mês de junho. No plano diretor de Palmas e Taquaralto serão formados cerca de 2.700 alunos.

O Proerd

É um programa de caráter preventivo social, executado pela Polícia Militar nas redes de ensino público e privado, com o objetivo de prevenir ou reduzir o uso de drogas e a violência. Seu conteúdo é desenvolvido em quatro Currículos: Educação Infantil (Jardim I e II) e séries iniciais do Ensino Fundamental (1º, 2º, 3º e 4º ano); 5º Ano (4ª série); 7º Ano (6ª série) e também para os pais. O Currículo Base é o do 5º Ano, pois é uma fase de muita curiosidade e abertura para novos conhecimentos e na sua grande maioria as crianças ainda não tiveram contato com as drogas.

O Proerd tem por referência o projeto D. A. R. E. (Drug Abuse Resistance Education), criado em 1983 nos Estados Unidos. Hoje é desenvolvido em 58 países e desde 2002 em todos os Estados brasileiros. No Brasil ele chegou em 1992, por intermédio da Polícia Militar do Rio de Janeiro, e no Estado de São Paulo, em 1993, por meio da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, de onde o programa expandiu-se para os demais Estados.

Aplicação do Proerd

No final de cada semestre, na conclusão do curso, as crianças elaboram uma redação sobre o que aprenderam com o programa e durante a Formatura recebem o certificado PROERD, ocasião que prestam o compromisso diante da Polícia, da Escola e da Família de manterem-se longe das drogas e da violência.

Fonte: Assessoria de Imprensa/PM