Campo

Foto: Joatan Silva

Apresentar tecnologia para melhorar a produção frutífera no Tocantins. Este é um dos objetivos da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário (Seagro), na Agrotins 2011. Durante a feira os produtores estão conhecendo a metodologia no plantio de abacaxi, coco e as variedades de bananas tolerantes à sigatoka negra.

Segundo informações do coordenador de Desenvolvimento Vegetal da Seagro, José Américo, no evento, além das demonstrações de plantio, os produtores estão conhecendo a produção integrada da cultura do abacaxi. “O Tocantins é o primeiro Estado no Brasil a desenvolver esse sistema de produção”, disse.

De acordo com o coordenador, o sistema integrado é desenvolvido de três formas: ecologicamente correta, viável e socialmente justa. Inicialmente, o processo começou com um produtor e atualmente já conta com 53. A cultura integrada é desenvolvida nas regiões de Miracema do Tocantins, Miranorte, Rio dos Bois, Fortaleza do Tabocão, Guaraí, Pedro Afonso e Barrolândia.

O coordenador disse, ainda, que o sistema elimina o principal entrave da produção de abacaxi, a fusariose. A produção integrada é desenvolvida pela Seagro, em parceria com a Embrapa, Mapa - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, SFA - Superintendência Federal da Agricultura, Universidade Federal do Tocantins, Ruraltins, Adapec, Coapa - Cooperativa de Pedro Afonso, OCB e Sescoop.

Flores tropicais

Na feira os produtores também estão conhecendo as potencialidades de produção de flores tropicais no Tocantins. “O Estado tem condições favoráveis e a produção não está conseguido atender a demanda. Nosso principal objetivo é organizar a cadeia produtiva, divulgando e aumentando o interesse do produtor pelo negócio”, disse José Américo.

De acordo com o presidente da Associação de Produtores de Flores Tropicais do Tocantins, Pereira Lima, existem três pólos de produção, um em Palmas, um em Araguaína e outro em Dianópolis. “Flores proporcionam bem estar, encantam e alegram o coração das pessoas”, afirma, informando também que as helicônias estão em 5º lugar, no ranking de exportação do Tocantins.

Fonte: Assessoria de Imprensa Seagro