Polí­tica

Foto: Divulgação

O vice-líder do PMDB na Câmara dos Deputados, deputado federal Júnior Coimbra chamou a atenção dos parlamentares, durante discurso proferido no Grande Expediente, para a necessidade de aumentar os investimentos em hidrovias, de modo a tornar o Brasil cada vez mais competitivo no mercado internacional.

Júnior Coimbra citou o estudo elaborado pelo Centro de Excelência em Engenharia de Transportes, denominado Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT), que recomenda a mudança na matriz de transportes brasileiro.

O vice-líder afirmou que o modelo de desenvolvimento nacional, adotado durante muitas décadas, privilegiou o sistema rodoviário para a movimentação de cargas, em detrimento de outros modais com enorme potencial a ser explorado no País com a extensão territorial e as condições geográficas do Brasil. “É essa situação de desequilíbrio que precisa ser revertida. Segundo as análises apresentadas no PLNT, a participação do modal rodoviário deveria cair, até 2023, para 33%, ao passo que o ferroviário deveria crescer para 32%, e o hidroviário para 29%”, disse. Segundo Coimbra, assim, a eficácia do sistema de transporte, em seu conjunto, seria maximizada pela contribuição de cada modal de acordo com as distâncias de carga que lhe sejam adequados.

Para o deputado, tal eficácia, evidentemente, teria reflexo direto sobre os custos, barateando não apenas os produtos direcionados ao mercado interno, mas também aqueles destinados à exportação.

Júnior Coimbra defendeu que o investimento em hidrovias é atualmente condição fundamental para o crescimento econômico do País. “Principalmente quando se levam em conta as vantagens desses sistemas do ponto de vista da sustentabilidade, conceito-chave de nossa época”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Imprensa Júnior Coimbra