Campo

Foto: Divulgação

A Agência de Defesa Agropecuária - Adapec autorizou a prorrogação da janela do plantio de soja destinada à produção de sementes ou pesquisas, para 15 de junho, conforme Portaria nº 147 do Diário Oficial do Estado. O período para o plantio da oleaginosa iniciou dia 1º de maio e encerraria dia 31 deste mês. A solicitação partiu do Sindicato Rural de Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão e da Aprocel – Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas da Lagoa da Confusão e Várzeas do Tocantins.

Com a medida, consequentemente o prazo para a colheita da soja no Vazio Sanitário, que encerraria dia 30 de setembro, se estenderá para o dia 15 de outubro. “As instituições alegaram dificuldades no preparo do solo e na drenagem das águas, em função do excesso de chuva, que chegou a 40 milímitros em uma semana, dificultando os trabalhos”, ressaltou o diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Vegetal da Adapec, Luís Henrique Michelin.

Segundo o presidente da Adapec, Geraldino Ferreira Paz, a extensão do prazo evita prejuízos aos produtores rurais e assegura a produção, já que os sojicultores tocantinenses são considerados profissionais no controle da ferrugem asiática. “Todos têm cumprindo as determinações e colaborado com a preservação da excepcionalidade do cultivo do grão, nesta época do ano”, ressalta.

Normas

Entre as instruções, para o Vazio Sanitário está a comunicação obrigatória a Adapec da aplicação preventiva de fungicida no estágio R1 da planta, em pelo menos 50% da floração. Além disso, a utilização adequada desses fungicidas, sem causar impactos negativos ao meio ambiente e à saúde da população.

Os sojicultores também devem combater as plantas guaxas ou tiguera, que germinam a partir de grãos de soja perdidos na colheita e realizarem monitoramento na lavoura para detecção da Ferrugem Asiática. Além disso, seguir as recomendações de seus responsáveis técnicos. Vazio Sanitário

O vazio Sanitário é o período de entressafra, onde fica proibido o cultivo da soja, com exceção de áreas específicas onde foi comprovada cientificamente que não há proliferação da Ferrugem Asiática. No Tocantins, essa área compreende as regiões de várzeas tropicais, compostas pelos municipios da Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Pium e Dueré. Nas demais regiões do Tocantins, continua proibido o cultivo do grão durante toda a entressafra, com exceção do cultivo para fins de pesquisa conforme prevê a Portaria nº 117 publicada no Diário Oficial de 09 de maio de 2011.

Fonte: Assessoria de Imprensa Adapec