Polí­tica

Foto: Divulgação

À convite da TV Câmara, o deputado federal Ângelo Agnolin (PDT) concedeu entrevista ao Programa Palavra Aberta. No centro do debate está o Projeto de Lei nº1468/2011, de autoria do deputado, que visa punir e fiscalizar, com maior rigor, conteúdos difamatórios, agressivos, danosos à honra alheia ou de caráter preconceituoso nas redes sociais.

Em entrevista, Agnolin afirmou que é preciso atenção das autoridades para o controle do que está exposto na internet. “Os usuários da rede têm o poder de gerar, sem mediadores, boa parte dos conteúdos que circulam na rede. É preciso um controle para que isso que está sendo exposto não afete, diretamente, a integridade de pessoas, empresas, Estados, enfim, atores que se envolvem involuntariamente nesses casos” disse.

Para o deputado, é inegável o poder das redes sociais para a rápida disseminação de informações, algo sem par em toda a história da humanidade. “Mas grandes poderes trazem grandes responsabilidades. E, infelizmente, ainda é preponderante em todo o mundo – inclusive no Brasil – a falsa impressão de que a internet é um espaço sem lei, sem limitações, no qual qualquer opinião, por mais preconceituosa que seja, pode ser publicada impunemente” comentou.

O primeiro programa foi exibido na manhã desta sexta-feira, 3, e será reprisado às 13h30 e às 19h30. O programa Palavra Aberta é o espaço em que o parlamentar expõe projetos e debate propostas que tramitam no Congresso. O programa dá uma ampla visão da diversidade de temas que são tratados no parlamento brasileiro.

Fonte: Assessoria de imprensa Ângelo Agnolin