Economia

Foto: Divulgação

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins – FIETO, Roberto Magno Martins Pires, apresentou na manhã desta quinta, 09, para o secretário de Estado das Relações Institucionais, Lívio William de Carvalho, em Brasília, a proposta de elaboração e execução de um Plano de Desenvolvimento Industrial - PDI - para o Estado. A reunião preparatória antecede a apresentação oficial, prevista para o próximo dia 23, em Palmas, no Evento de Programas Estratégicos do Estado do Tocantins na Escola de Gestão Fazendária - EGEFAZ.

A proposta do PDI baseia-se nas ações propostas pelo estudo feito pelo Projeto Norte Competitivo que traçou soluções logísticas para os 9 estados que compõem a Amazônia Legal. Por meio de um recorte destas ações, focando as soluções que contemplem o desenvolvimento industrial do Tocantins, o PDI apontaria a viabilização de empreendimentos logísticos no Estado que facilitem o escoamento da produção como eclusas, melhorias de rodovias, dentre outras, como forma de alavancar o desenvolvimento industrial da região, além da concepção de políticas públicas com este fim.

“Para elaborar e colocar em prática o Plano propõe-se um modelo de gestão público-privado. Iniciamos essa mobilização com as instituições envolvidas para provocar a adesão e elaboração de políticas públicas de natureza fiscal e creditícia voltadas pra o desenvolvimento industrial”, explicou o presidente da Fieto, Roberto Pires.

O Projeto Norte Competitivo foi encomendado pela Ação Pró-Amazônia, entidade formada pelas federações das indústrias dos estados desta região, o que inclui a Fieto.

Também participaram da apresentação o secretário estadual da Fazenda, Sandro Rogério Ferreira, o secretário estadual da infraestrutura, Alexandre Ubaldo e o chefe de gabinete da presidência da Fieto, José Fernandes.

Fonte: Assessoria de Imprensa Fieto