Estado

Foto: Divulgação

Está no Tocantins, desde sexta-feira, 10, o helicóptero Esquilo, modelo AS 350 B2, do Ministério da Justiça. A vinda da aeronave foi um pedido do Governador do Estado, Siqueira Campos, com o objetivo de reforçar o policiamento aéreo do Tocantins. A previsão é que a AS 350 permaneça no Estado por no mínimo 60 dias.

Durante a sua permanência no Estado do Tocantins, o Helicóptero ficará sobre o comando do Centro Integrado de Operações Aéreas – CIOPAER da Secretaria da Segurança, Justiça e Cidadania.

O Governo Federal também disponibilizou os membros da equipe da aeronave. O Comando está sobre a responsabilidade do Ten. Cel. Rammon, que conta com o apoio do copiloto, Ten. Carlos Alberto, do tripulante Sd Seixas e dos mecânicos, Cap. Carlos Albetto e Sgt Aragão.

Os membros da Força Nacional possuem uma vasta experiência em resgate e combate ao crime organizado. Eles prestaram apoio ao resgate às vitimas dos deslizamentos ocorridos em janeiro desse ano, no Rio de Janeiro. Também participaram da “Operação maconha” que combateu, no ano de 2010, o plantio de maconha nos Estados de Pernambuco, Maranhão e Bahia.

De acordo com o piloto e comandante da Aeronave Esquilo B3 do Tocantins, Major Vieira Lins, com o apoio do helicóptero do Ministério da Justiça, o trabalho da Força de Segurança do Tocantins ficará ainda mais eficiente. “Com esse helicóptero o Estado fica possibilitado de cobrir ao mesmo tempo o espaço aéreo do Sul e do Norte. A previsão é que a aeronave B2 faça no Tocantins de 300 a 400 horas de vôo”, disse.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ SSJC