Campo

Foto: Divulgação

Durante a audiência pública realizada nesta quarta-feira (22/06), pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), para discutir a violência no campo e as mortes de lideranças de trabalhadores no Pará, Amazonas, Rondônia e Acre, o senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO) afirmou que a legislação brasileira é falha, e não tem sido capaz de combater a criminalidade no campo.

“O nosso maior problema no Brasil é a impunidade. Eu me lembro que, quando era criança, no Tocantins e Pará, presenciei e soube de vários assassinatos de pessoas que tiveram sua morte encomendada. É preciso que o país dê mais atenção a esse problema, porque especialmente os estados da região Norte ficam esquecidos. É necessário que os criminosos sejam colocados na cadeia. As cadeias estão cheias de pobres está mais do que na hora de começar a prender o bandido rico”, afirmou o tucano.

O tucano falou da necessidade de melhorar a legislação.“Precisamos de novas leis de proteção aos trabalhadores, acelerar a Justiça e motivar a policia e os sistemas regionais de segurança. É o homem que depende da terra para seu sustento quem precisa de proteção, mas nas cadeias, o principal cliente é o pobre”, ressaltou Ataídes ao final da Audiência Publica na CDH.

Vereadores

O senador recebeu na manhã desta quarta-feira em seu gabinete em Brasília o presidente da Câmara de Vereadores de Ipueiras, José Filho, para discutir alguns projetos que o município necessita, com recursos federais e estaduais. José Filho estava acompanhado de outros três vereadores: Raimundo Gomes Santos, Evely de Jesus Povoa e Revson Tolentino de Oliveira.

Entre os projetos levados pelos vereadores, está a licitação da Usina de Ipueiras e pedido de apoio para construção do ginásio e pavimentação de ruas no distrito de São Francisco, povoado onde mora José Filho.

Os vereadores aproveitaram para pedir apoio ao senador do PSDB, gestão junto ao governador Siqueira para a retomada das obras de asfalto da rodovia que liga Porto Nacional a Ipueiras. Para o município, esta estrada é essencial uma vez que Porto Nacional, com 50 mil habitantes e a quarta cidade do Estado, fica a cerca de 50 km de Ipueiras.

Fonte : Assessoria de Imprensa/ Ataídes Oliveira