Polí­tica

A executiva do Partido Progressista no Tocantins se reúne às 15 horas desta quinta-feira, 7, na Câmara de Palmas. São 22 membros titulares e o quórum é de 12 componentes para que a reunião aconteça.

No entanto, há a expectativa para a presença de prefeitos e vereadores da legenda que estão preocupados com a situação interna da legenda. O que acontece é que muitos municípios vivem situações diferentes com relação à base do governador Siqueira Campos (PSDB).

Esse é o primeiro encontro depois das eleições em que o partido ficou dividido para apoiar o governador Siqueira Campos (PSDB). O secretário da legenda, Robson Ferreira afirmou ao Conexão Tocantins que todas as comissões provisórias da legenda estão vencidas e serão renovadas.

Além das discussões partidárias o partido pretende decidir como vai se comportar com relação ao governo estadual tendo assim uma postura unânime. “Há uma expectativa de como o partido vai se comportar nos municípios”, frisou.

O PP lançará ainda uma campanha de filiação.Atualmente a sigla tem o terceiro maior número de membros filiados.

Participação

No entanto as principais lideranças do partido são ligadas ao governo e algumas como é o caso do ex-vice-governador Raimundo Boi até integram cargos no governo. Em Palmas, o único vereador da legenda, Aurismar Cavalcante, também é da base de sustentação do governo e afirmou ao Conexão Tocantins que continua satisfeito junto ao grupo.

Sobre uma definição unanime do partido sobre o posicionamento o vereador frisou que o presidente estadual Lázaro Botelho é que deve coordenar a discussão. Na Assembleia o parlamentar da legenda, Raimundo Palito também é da base governista.

Mágoa

O relacionamento entre o governador Siqueira Campos e o deputado Lázaro Botelho ficou marcado ano passado pela mágoa do parlamentar já que a esposa Valderez Castelo Branco não foi lançada para o Senado na coligação. No entanto, Botelho apareceu recentemente em evento no Palácio Araguaia com presença de ministros do governo federal. E ainda neste mês o governador Siqueira Campos se referiu a ele como "grande amigo" durante pronunciamento em evento.