Polí­tica

O deputado federal Laurez Moreira (PSB/TO) não mede esforços na defesa da conclusão de 84 quilômetros da rodovia BR-242, que faz a travessia da Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do planeta.

O trecho inacabado corresponde a menos de 4% do total dos 2.316 km da rodovia, que se inicia no porto de Salvador, na Bahia, corta o Tocantins e vai até o Mato Grosso, se encontrando com a BR-153 (Belém-Brasília), na cidade de Gurupi (TO).

Na avaliação do deputado Laurez Moreira, enquanto esse pequeno trecho não for concluído, o desenvolvimento das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste ficará a desejar. “Sem o término da obra, a função integradora dessa vital malha rodoviária será apenas um sonho distante”, alertou o deputado socialista.

Segundo o parlamentar, a revitalização da BR-242 trará fôlego renovado ao desenvolvimento econômico da região e criará um novo corredor de exportações. “Serão dois mil quilômetros de cidadania, pois, além reduzir distância tem a preocupação com a preservação ambiental, por meio de uma construção de baixo impacto ecológico, o trecho vai trazer desenvolvimento para a nossa região, com o transporte de grãos, diminuindo assim, o custo Brasil”, afirmou Laurez Moreira.

O projeto de conclusão da BR-242 conta com escoadouros, criação de bolsões turísticos e construção de recuos para o tráfego seguro. O deputado aposta na sensibilidade das autoridades responsáveis pela gestão do orçamento público para resgatar a importância da Travessia da Ilha do Bananal como incentivador do desenvolvimento econômico da região Centro-Oeste.

Fonte: Assessoria de Imprensa Laurez Moreira

Por: Redação

Tags: Br-242, ilha do bananal, Laurez Moreira